Turismo
27/09/2018 12:29

Hellmeister tem nova cirurgia marcada, mas apresenta evolução após quebrar pernas e pés em Monza

Alan Hellmeister segue na UTI do San Geraldo, em Monza, mas começa a dar os primeiros passos no processo de recuperação. O piloto já respira sem ajuda de aparelhos e recebe visita de familiares, apesar de ainda não ter previsão de alta
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Alan Hellmeister bateu com força em Monza (Foto: Reprodução/TV)

 
Alan Hellmeister segue internado após o forte acidente na etapa de Monza do GT Open, mas já começa o trabalho de recuperação. Um comunicado emitido na manhã desta quinta-feira (27) indicou que o piloto brasileiro, que bateu contra o muro da reta dos boxes da pista italiana e fraturou ambas pernas e pés, já tem previsão de passar por nova cirurgia no hospital San Geraldo, na cidade de Monza.
 
Hellmeister segue na UTI, mas já não está mais entubado e consegue respirar sem ajuda de aparelhos.
 
“Hellmeister está consciente e, nos próximos dias, deverá ser submetido a uma nova cirurgia ortopédica. Alan teve fraturas nas duas pernas e pés, mas os exames mostram que não há risco de sequelas que possam afetar sua mobilidade”, disse o comunicado.
 
A evolução do piloto brasileiro permitiu visita da família ainda na terça-feira. Membros da equipe Drivex, incluindo o também piloto Marcelo Hahn, também foram ao San Geraldo.
 
Ainda não existe previsão de alta para Hellmeister. Para participar do encerramento da temporada 2018 do GT Open, o brasileiro precisaria estar pronto até os dias 20 e 21 de outubro, quando a categoria compete em Barcelona.
O Mercedes de Alan Hellmeister (Foto: GT Open)
Confira a íntegra do comunicado do piloto:
 
Alan Hellmeister segue internado na UTI do hospital San Gerardo, em Monza, na Itália, onde se recupera do acidente sofrido no último final de semana, durante a disputa da penúltima etapa da GT Open.
 
O piloto passou pelo processo de extubação no início da tarde desta quinta-feira e já respira sem a ajuda de aparelhos. Hellmeister está consciente e, nos próximos dias, deverá ser submetido a uma nova cirurgia ortopédica.
 
Alan teve fraturas nas duas pernas e pés, mas os exames mostram que não há risco de sequelas que possam afetar sua mobilidade.
 
Seguimos todos na torcida por sua rápida recuperação e aguardamos ansiosos sua volta às pistas o mais breve possível.