Turismo
23/09/2018 14:58

Hellmeister leva toque após bandeirada no GT Open em Monza, bate e sofre fraturas nas duas pernas

Alan Hellmeister já tinha até cruzado a linha de chegado quando foi tocado por trás, perdendo controle e batendo contra a mureta interna de Monza. O piloto está internado na cidade, diagnosticado com fraturas nas duas pernas
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Alan Hellmeister bateu com força em Monza (Foto: Reprodução/TV)
Alan Hellmeister se envolveu em um momento preocupante na rodada do GT Open em Monza. Na corrida 2 do fim de semana, realizada neste domingo (23), o piloto brasileiro foi tocado por trás após a bandeira quadriculada e perdeu controle. A consequência foi das piores: Hellmeister bateu com força contra a barreira interna da reta principal da pista italiana e já foi diagnosticado com fraturas nas duas pernas.
 
As informações sobre o quadro de saúde foram divulgadas pela própria categoria através de comunicado. Ainda não há informações mais específicas sobre as fraturas ou sobre período de recuperação.
 

“Um acidente envolvendo o Mercedes #16 aconteceu segundos após a bandeira quadriculada da corrida 2 de hoje do GT Open em Monza”, descreveu o comunicado. “O piloto, Alan Hellmeister, foi extraído [do carro] e leva ao Centro Médico. Ele esteve consciente em todos os momentos e apresentou fraturas nas duas pernas. Depois de ser estabilizado, foi de ambulância ao hospital San Geraldo em Monza”, seguiu.
 
Hellmeister, de 32 anos, tem carreira longeva no automobilismo nacional. No GT brasileiro, são dois títulos: um em 2012 e outro em 2016. Pela Stock Car, são participações esporádicas desde 2007, a mais recente delas sendo na Corrida de Duplas desse ano, convidado pelo quase xará Allam Khodair.

A corrida em Monza teve vitória da dupla Mikkel Mac e Alessandro Pier Guidi. Os pilotos estavam a bordo de uma Ferrari 488 da equipe Luzich Racing.