Turismo

Em ano de estreia, Alline Cipriani assume liderança na Trans Am GT após pódio na etapa de Pittsburgh

A paulista, que faz seu ano de debute na categoria e corre na classe TA3 com um Ginetta G55, assumiu a liderança do campeonato com 115 pontos, oito a mais que o segundo colocado, David Ricci. Restam seis etapas para o desfecho da temporada
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Alline Cipriani faturou seu melhor resultado desde que estreou na Trans Am, classe TA3 (Foto: Divulgação)
A brasileira Alline Cipriani deu um passo importante para fazer história e conquistar um título no automobilismo norte-americano nesta temporada. A pilota, que disputa o campeonato da Trans Am GT e representa o Team Ginetta USA, largou da pole-position e terminou na segunda posição a etapa de Wampum, no Pittsburgh, no último domingo (5), assumindo então a liderança na categoria TA3 com 115 pontos, oito de vantagem para o segundo colocado, David Ricci.
 
Alline acelera um Ginetta G55 e já disputou cinco etapas na temporada. Em quatro delas, foi ao top-5. Seu melhor resultado foi justamente no Keystone Speedfest, onde largou na primeira fila, por apenas 0s032 em relação ao tempo do pole-position, assumiu a liderança da corrida após a bandeira verde e terminou também em segundo lugar, logo atrás de Cindi Lux, que guia um Dodge Viper.
 
A pilota comemorou o feito de assumir a ponta do campeonato na sua classe e se disse até surpreendida com o desempenho considerado bastante positivo.
Alline Cipriani busca o título da Trans Am GT, classe TA3, em sua primeira temporada (Foto: Divulgação)
“Estou muito feliz com o desempenho da nossa equipe e também com o meu rendimento pessoal, principalmente porque estar na liderança geral da categoria TA3 supera todas as nossas expectativas”, comentou Alline, que também é a líder entre os rookies da sua classe.
 
“Cheguei à etapa de Wampum, no estado de Pittsburgh, muito motivada com a primeira posição entre os estreantes, o que já considerávamos a conquista de uma meta bastante ambiciosa. A liderança geral encheu nossa equipe de confiança e de entusiasmo para o restante da temporada”, disse.
 
Cipriani lembrou a disputa com Cindi Lux e ressaltou a maior força do carro rival no circuito norte-americano. Contudo, a brasileira traz a expectativa de seguir forte na sequência da temporada, que ainda compreende seis etapas para o fim.
 
“O Viper tem mais velocidade nas retas, e num traçado como o de Pittsburgh isso fez diferença. Agora vamos para Mid-Ohio para a oitava etapa do calendário em busca de mais um pódio. Começamos a sonhar alto depois da corrida do último fim de semana, e meu objetivo será manter a primeira posição na tabela”, finalizou.
 
A próxima etapa da Trans Am GT Cup, que tem o também brasileiro Rafa Matos como líder na classe TA2, acontece neste fim de semana em Mid-Ohio. O certame ainda prevê corridas em Road America, Watkins Glen, Virginia, Austin e Daytona, que vai encerrar o calendário em 11 de novembro.