Superbike

Impecável em Brno, Rea supera Fogarty e se torna piloto mais bem sucedido do Mundial de Superbike com 60ª vitória

Jonathan Rea fez história neste sábado (9) e se tornou o piloto mais bem sucedido do Mundial de Superbike ao vencer a corrida 1 do fim de semana em Brno e superar Carl Fogarty com sua 60ª vitória na série das motos de produção
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jonathan Rea (Foto: Divulgação/WSBK)

O Mundial de Superbike teve sua história reescrita neste sábado (9). Impecável na primeira corrida da rodada dupla de Brno, Jonathan Rea alcançou sua 60ª vitória no certame, superando Carl Fogarty e se tornando o mais bem sucedido do campeonato.
 
No retorno do Mundial à República Tcheca, Tom Sykes foi quem conquistou a pole, mas o britânico não foi páreo para o companheiro de Kawasaki e nenhuma das duas relargadas da prova, que teve de ser interrompida em bandeira vermelha por quedas de Jordi Torres e Michel Ruben Rinaldi. Por conta de um problema técnico, a corrida precisou ser iniciada uma terceira vez.
Jonathan Rea é o piloto mais bem sucedido da história do WSBK(Foto: Divulgação/WSBK)
Nesta terceira largada, a distância da prova foi reduzida para 16 giros. Dono da pole, Sykes conseguiu defender sua posição na primeira curva, mas não demorou para que Rea tomasse a liderança. Uma vez na ponta, o líder do Mundial disparou na ponta e não foi mais incomodado.
 
Sykes, por sua vez, passou a ser pressionado por Marco Melandri e Alex Lowes, com Michael van der Mark entrando na briga pouco depois.
 
Quando a bandeira quadriculada foi exibida no circuito tcheco, Rea chegou ao 60º triunfo com 5s381 de margem para Melandri, o segundo colocado. O #1, aliás, foi o único piloto que conseguiu rodar consistentemente abaixo de 2min, registrando sua melhor volta em 1min59s535.
 
Sykes, então, ficou com o terceiro lugar, à frente de Van der Mark e Lowes. Eugene Laverty ficou com o sexto posto, à frente de Lorenzo Savadori e Chaz Davies. Leon Camier ficou em nono, com Toprak Razgatlioglu completando o top-10.
 
Com o resultado, Rea chegou aos 270 pontos e abriu 81 de vantagem para Davies, o segundo na tabela. Sykes tem o terceiro posto, com Van der Mark e Melandri completando o top-5.
 
Na disputa entre as fábricas, a Kawasaki comanda o campeonato com 288 pontos, 44 a mais que a Ducati. A Yamaha tem o terceiro posto, seguida por Aprilia, Honda, BMW, MV Agusta e Suzuki.
 
CONFLITO À VISTA?

NOVA EQUIPE DE LORENZO, HONDA É TODA MOLDADA PARA MÁRQUEZ