Stock Car

Serra dá receita simples para chegar ao bi sem fazer contas em Interlagos: “É largar e andar na frente”

Daniel Serra vai decidir o título da temporada 2018 contra Felipe Fraga neste domingo (9) em Interlagos. O atual campeão ocupa o posto de líder da Stock Car desde a primeira corrida do ano passado. Para chegar ao segundo título, Daniel entende que não há segredo
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Daniel Serra (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
A vantagem de 25 pontos em relação a Felipe Fraga faz com que Daniel Serra sequer tenha a necessidade de vencer no próximo domingo (9) para conquistar o bicampeonato da Stock Car. Um quarto lugar basta para o piloto da RC Eurofarma chegar ao título. Contudo, o experiente piloto de 34 anos, no auge da carreira, não pensa em correr com o regulamento debaixo do braço. Muito pelo contrário.
 
Desde a primeira corrida da temporada passada, Daniel ocupa a liderança da tabela de pontos do campeonato. Se em 2017 o embate foi com Thiago Camilo, agora o confronto é com Fraga, ainda que a batalha entre os dois só tenha se acentuado depois da Corrida do Milhão.
 
Neste ano, foram duas vitórias para Serra: ao lado de João Paulo de Oliveira na Corrida de Duplas, no mês de março em Interlagos, e na segunda prova da etapa do Velopark, em abril. Mesmo com Fraga tendo mais vitórias (três), Daniel se notabiliza por uma incrível regularidade, com apenas uma curva de declínio entre a corrida 2 de Campo Grande — exclusão por irregularidade no pit-stop — e na rodada dupla de Cascavel, depois do acidente sofrido na Curva do Bacião, que prejudicou seu fim de semana. Serrinha zerou em apenas três corridas ao longo do ano.
Daniel Serra luta com Felipe Fraga pelo título da Stock Car em 2018 (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)
Para a grande final, Daniel deixou claro que não pensa muito em marcar Fraga, tática que muitos pilotos costumam adotar em corridas decisivas e quando se tem uma vantagem confortável. O objetivo do #29 é repetir a performance do início da temporada em São Paulo, de preferência largando na pole. E aí, correr sem ter ninguém à frente. 
 
“Temos de estar focados em nós, no nosso trabalho, no nosso carro. A gente vem sendo bem competitivo em todas as corridas. Eles também vêm vivendo um momento muito bom”, salientou Serrinha em entrevista ao GRANDE PRÊMIO.
 
“Mas acho que o jeito mais fácil, ou o menos difícil, vamos falar assim, é largar na frente, andar na frente. Então, o objetivo é esse”, complementou.
 
Fraga, ao contrário de Serra, precisa partir para o ataque, vencer a etapa final e ainda torcer para que seu adversário termine a corrida de quinto lugar para trás. Apenas em três corridas 1 Daniel ficou abaixo desta colocação na temporada: oitavo no Velopark e na Corrida do Milhão e o abandono em Cascavel.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a etapa decisiva da temporada 2018 da Stock Car em Interlagos neste fim de semana com Felipe Noronha, Fernando Silva e Rodrigo Berton.