Seletiva BR

Rosate tem terça-feira perfeita e alcança pontuação máxima no primeiro dia da final da Seletiva de Kart Petrobras

João Rosate definitivamente largou muito bem rumo ao título da Seletiva de Kart Petrobras. O goiano de 17 anos somou todos os 23 pontos possíveis no primeiro dia da grande final. Mas nem por isso sua vantagem é grande, uma vez que Lucas Okada vem em segundo, apenas dois pontos atrás. Enzo Elias completa a lista dos três primeiros após o primeiro dia de tomadas de tempo
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 João Rosate liderou a segunda tomada de tempos da final (Foto: Divulgação)

João Rosate foi o último dos 12 classificados para a grande final da Seletiva de Kart Petrobras. Em 14 de outubro, em João Pessoa, o goiano de 17 anos assegurou a vaga derradeira para a disputa desta semana no Kartódromo da Granja Viana. E o piloto teve uma terça-feira (31), o primeiro dia da final, absolutamente perfeito, faturando todos os 23 pontos possíveis, consequentemente fechando na frente a tabela antes desta quarta-feira decisiva que abre novembro e vai premiar o campeão com R$ 85 mil, entre outros tantos prêmios.
 
Mas apesar da perfeição que foi o primeiro dia da final da Seletiva de Kart Petrobras para Rosate, nem por isso sua vida é mais tranquila para a grande decisão nesta quarta-feira. Isso porque ucas Okada, que assim como o goiano também disputa a final da Seletiva pela segunda vez, teve um bom começo de jornada e está em segundo, com 21 pontos. Destaque para Enzo Elias. Aos 15 anos, a melhor estreante da final da Seletiva até agora nesta edição soma 17 pontos.
 
Com a supervisão do diretor-técnico e piloto da Stock Car, Sergio Jimenez, o dia começou com o warm-up, treino de aquecimento que abriu a programação em definitivo da final da Seletiva. Em seguida, os pilotos foram divididos em seis grupos de dois pilotos cada para a primeira tomada de tempos. Foram seis duelos de cinco minutos cada, com os pilotos buscando o melhor tempo da pista. O mais rápido marcou seis, enquanto o segundo, três.
João Rosate foi o grande nome da terça-feira de final da Seletiva de Kart Petrobas (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
Como o formato busca avaliar todas as características e fundamentos do kartista, a segunda tomada de tempos foi diferente, com todos os pilotos na pista para realizar uma volta lançada. E aí Rosate novamente se destacou ao cravar 31s885 como melhor tempo, seguido por Okada e o paulista Vinícius Ponce. Assim, Rosate acumulava mais seis pontos, com Okada somando quatro e Ponce, três.
 
Na sequência, a terceira tomada de tempos, realizada à tarde, novamente os pilotos foram divididos em seis duplas. Cada uma delas teve de completar seis voltas cronometradas. Na contagem geral, somou mais pontos quem completou a série de voltas no menor tempo. Rosate, que travou seu duelo com Pedro Goulart, somou outros seis pontos.
 
Ao fim da terceira tomada de tempos, ficou definido o grid para a disputa da primeira eliminatória da Seletiva de Kart Petrobras, disputada ainda nesta intensa terça-feira. Os 12 pilotos então foram divididos em três grupos de quatro pilotos cada. No primeiro, Okada venceu após largar na frente, sendo seguido por Enzo Elias, Edgar Bueno Neto e Vinícius Ponce. No grupo 2, Rosate manteve a jornada impecável e venceu de ponta a ponta as 12 voltas da prova, sendo seguido por Arthur Leist e Gabriel Paturle.
Lucas Okada também teve uma terça-feira positiva e está em segundo na pontuação (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
No grupo 3, a vitória foi de Murilo Coletta, enquanto Pedro Goulart foi o segundo e Lucas Grosskopf fechou o rol dos três primeiros.
 
Dos 12 pilotos garantidos para a grande final, apenas um ficou fora: Sérgio Crispim. O paraibano, em razão de compromissos no exterior, não pode acelerar na última terça-feira na Granja Viana, por isso aparece no fim da tabela de tempos. Mas a expectativa é que Crispim, que a exemplo de Rosate se garantiu na final na eliminatória de João Pessoa, possa correr nesta quarta-feira.
 
Grande vencedor do primeiro dia de disputas na Granja Viana, Rosate comemorou a pontuação. “Ajuda muito. Em 2015, na minha primeira vez, eu peguei um grupo muito forte na tomada de tempos e acabei perdendo muitos pontos no começo. Até ganhei as baterias finais, mas não adiantou nada. Agora foquei em fazer boas tomadas, treinei muito isso e conheço bem a pista, então foram condições que me favoreceram um pouco”, explicou.
As disputas na Seletiva de Kart Petrobras seguem nesta quarta-feira de definição do campeão (Foto: Fábio Oliveira/Radical Motors)
“Dei o meu máximo em cada volta, pois cada ponto custa muito no final. Vou dormir com dois pontos a mais que o segundo colocado e agora é tentar manter essa vantagem amanhã”, complementou o piloto goiano.
 
Por sua vez, Okada também se mostrou muito satisfeito com seu trabalho até o momento. O brasiliense, que também está na sua segunda final e terminou a disputa do ano passado no top-3, agora sonha em ir além e comemorar o título da Seletiva de Kart Petrobras.
 
“A disputa foi muito acirrada do começo ao fim. Tive algumas dificuldades na segunda tomada de tempos, o que me tirou do primeiro lugar. Mas continuo otimista e com boas chances para as disputas de amanhã. A experiência de já ter participado no ano passado, saber como funciona o motor, todo o regulamento, ajuda muito e acaba sendo uma vantagem. O nível está muito forte, como sempre, os tempos são muito próximos. Tudo muito competitivo”, salientou.
 
Destaque para Enzo Elias. Logo na sua primeira final de Seletiva, o jovem de 15 anos foi um dos bons nomes da terça-feira ao finalizar o dia em terceiro lugar. “Treinei bastante e, até agora, está dando tudo certo. Na segunda tomada, não consegui somar os pontos que gostaria e, na eliminatória, também vacilei numa ultrapassagem. Mas no geral estou rápido, constante, e é isso o que me deixa muito feliz. Ainda estou visando a vitória no geral e acredito que tenho chances”, declarou.
 

Idealizador e organizador da Seletiva de Kart Petrobras desde 1999, Binho Carcasci sublinhou que, desde o primeiro dia de competição, os pilotos tiveram condições de igualdade, com o talento de cada um sobressaindo. “De um modo geral, foi tudo bem. Seguros por um regulamento que dá iguais chances a todos, a gente termina o primeiro dia tendo a certeza de que aqueles que se prepararam melhor estão alcançando os resultados esperados. Estamos no caminho certo para fechar a 19ª temporada da Seletiva com sucesso”, afirmou Carcasci.
 
Logo mais, a partir de 9h (horário de Brasília) desta quarta-feira, os 12 finalistas da 19ª Seletiva de Kart Petrobras aceleram novamente no Kartódromo da Granja Viana, com o início das disputas eliminatórias começando a partir das 10h. O fim do evento com a respectiva premiação aos vencedores, está marcado para 17h com a cerimônia no pódio. Ao campeão, está destinado o valor de R$ 85 mil, enquanto o vice-campeão vai faturar R$ 8 mil. Os vencedores também vão fazer parte de um programa de orientação que compreende um teste com simulador de F1 na Europa, um teste com uma equipe de automobilismo de base na Itália, acompanhamento físico e psicológico, palestra sobre marketing e media training.
 
Eis a classificação da Seletiva de Kart Petrobas no primeiro dia de disputas:
 
1. João Rosate (GO) – 23 pontos
2. Lucas Okada (DF) – 21
3. Enzo Elias (DF) – 17
4. Murilo Coletta (SP) - 14 
5. Vinicius Ponce (SP) - 13 
6. Arthur Leist (RS) – 12
7. Edgar Bueno (PR) - 11 
8. Gabriel Paturle (MG) - 11 
9. Lucas Grosskopf (MG) -11 
10. Pedro Goulart (RS) – 10
11. Sergio Crispim (PB) - 7 
12. Pedro Gurgacz (PR) - 7
FORÇA DE VETTEL VALORIZA TÍTULO

É UM PRIVILÉGIO VER HAMILTON CHEGANDO AO TETRA NO AUGE