Seletiva BR
18/10/2017 06:00

Finalistas da Seletiva de Kart Petrobras 2017: Lucas Grosspokf, mineiro, 18 anos

Lucas Grosspokf garantiu presença na decisão da Seletiva de Kart Petrobras 2017 na etapa de casa em Vespasiano. O mineiro estreia na competição no limite da idade
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 36689989516_afb01a4c68_b

Lucas Grosspokf acabou de completar 18 anos e será um dos estreantes na final da Seletiva de Kart Petrobras em 2017. O kartista está bastante animado para a disputa e enxerga o evento como uma oportunidade de aprendizado e uma vitrine para sua carreira. 
 
Natural de Patrocínio, Minas Gerais, Grosspokf se classificou durante a segunda etapa, realizada em seu estado no mês de agosto no Kartódromo RBC, em Vespasiano. 
 
O piloto passou por dificuldades na disputa da etapa, largou em último e foi aos poucos construindo seu caminho para cavar lugar na sua primeira final de Seletiva.
Lucas Grosskopf se classificou em Vespasiano (Foto: Flávio Quick)
FICHA TÉCNICA
 
Nome: Lucas Ioshio Myaki Grosskopf
Data de nascimento: 03/09/1999
Local de nascimento: Patrocínio (MG)
Ano de estreia no Kart: 2009
 
Principais resultados: Quinto lugar no Campeonato Brasileiro de Kart e Campeão da Copa São Paulo Light                        
O que fez em 2017: estava sem competir até a disputa da segunda etapa classificatória, em agosto, evento que fez parte da Taça Minas de Kart.
 
Participações anteriores na Seletiva: nenhuma participação anterior na Seletiva de Kart Petrobras. 
Lucas Grosspokf (Foto: Flávio Quick)
Como foi a etapa em que se classificou? 
Foi na Taça Minas de Kart, no kartódromo RBC, em agosto. Lá tivemos bastante dificuldade, porque além de ter andado na pista há alguns anos, eu também não havia participando de nenhum campeonato desde o começo de 2016, então graças ao trabalho em equipe conquistamos a vaga. Larguei de último na primeira bateria porque trocamos dois motores, e na mesma prova o pneu do kart murchou faltando algumas voltas para o final, o que me prejudicou para a segunda bateria, mas no final, com um belo trabalho em equipe, conquistamos nosso objetivo que era a vaga.
 
Essa será sua primeira participação na final da Seletiva de Kart Petrobras. Qual é a sua expectativa? 
A expectativa é enorme. É muito gratificante participar de um evento desse porte, sei que tem grandes dificuldades, mas vamos trabalhar para conquistar a final.
 
Qual a importância de poder ser finalista da Seletiva de Kart Petrobras? 
Acho que não só para mim, mas para todos que participam, a visão que temos é que a Seletiva é uma competição na qual podem surgir oportunidades.
 
Você já olhou o regulamento da Seletiva? O que achou? 
Já olhei, ele é um pouco difícil de entender, é um formato um pouco diferente, por isso é bem legal, e também segue pelas regras do RNK.
 
Do que tem visto, como avalia o nível dos seus concorrentes? 
O nível de todos é bem alto, todos com um nome já conhecido no kartismo, e é muito bom ter conseguido me classificar para uma competição desse nível.
 
Como irá se preparar para a grande final? 
Vou buscar me preparar da melhor forma possível, afinal o nível de dificuldade será muito grande, então irei procurar o máximo para chegar bem preparado.
 
Quais competições irá participar até novembro?
Ainda não sei, porque eu não havia participado de nada até então, mas a partir de agora vou procurar alguns campeonatos para pegar o foco novamente. Provavelmente iremos para a Copa Light de Kart, que é um campeonato que conheço bem.
 
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA