Rali

Neuville resiste a calvário, vence Rali de Portugal marcado por abandonos e assume liderança do WRC

Thierry Neuville conseguiu sobreviver a um Rali de Portugal que foi uma Via Crucis para a maior parte dos principais nomes do Mundial de Rali. O belga venceu, enquanto Sébastian Ogier abandonou no segundo dia de disputas, e agora lidera o campeonato
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Thierry Neuville venceu Rali de Portugal (Foto: Michelin Motorsport)

O campeonato 2018 do WRC está aberto e tem um novo líder. Thierry Neuville venceu o Rali de Portugal e, junto à etapa acidentada dos principais rivais, passou a ocupar a frente da competição e representa uma ameaça real a Sébastien Ogier.
 
Neuville assumiu a liderança do Rali de Portugal ainda no problemático primeiro dia, quando Ott Tanak e o próprio Ogier haviam abandonado. O estoniano abandonou no estágio inicial, com problemas no controle de combustível após se chocar contra uma pedra. Ogier saiu da corrida na sexta-feira após passar por um banco de areia e sair da estrada.
 
Além dos dois, Jari-Matti Latvala foi outro que deixou a prova cedo por conta de uma quebra de suspensão. Hayden Paddon e Andreas Mikkelsen também abandonaram também abandonaram no primeiro dia, enquanto Dani Sordo e Craig Breen, de Hyundai e Citroën, se atrasaram com problemas no carro.
Thierry Neuville venceu Rali de Portugal (Foto: Michelin Motorsport)
Desta feita, apenas quem se manteve minimamente próximo a Neuville foi Elfyn Evans, mas o belga abriu constantemente com ritmo melhor. 
 
Teemu Suninen ficou na terceira colocação, enquanto Esapekka Lappi, Mads Ostberg, Breen, Pontus Tidemand, Lukasz Pieniazek e Stéphane Lefebvre.
 
Neuville agora tem 119 pontos contra 100 de Ogier e 72 de Tanak no campeonato. A temporada segue entre os dias 7 e 10 de junho com o Rali da Itália.