Rali
27/01/2018 14:21

Mesmo sem vencer especiais no sábado, Ogier amplia vantagem para Tänak e fica perto da vitória no Rali de Monte Carlo

O sábado teve vitórias de Andreas Mikkelsen, Thierry Neuville e Ott Tänak, mas pode-se dizer que o grande vencedor do dia foi Sébastien Ogier. Constante ao longo de toda a prova e desta vez sem o erro cometido na sexta-feira, o pentacampeão tirou proveito de um pneu furado da Toyota de Tänak para entrar no domingo com uma frente confortável de 33s5 para o estoniano
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Sébastien Ogier fez um sábado conservador para se manter na frente em Monte Carlo (Foto: Twitter)

Sébastien Ogier está a um dia de conquistar, pela quinta vez consecutiva, a vitória no Rali de Monte Carlo, prova que abre a temporada do Mundial de Rali. Neste sábado (27), o pentacampeão do mundo teve um dia bastante consistente e regular, ficou longe de erros como os que colocaram em xeque sua liderança na prova na última sexta-feira e, mesmo sem ter vencido nenhuma das cinco especiais do dia, ampliou sua vantagem para o segundo colocado, Ott Tänak, da Toyota. O estoniano teve um sábado forte e venceu duas especiais, mas enfrentou um pneu furado na primeira etapa, pela manhã, e voltou a correr atrás do prejuízo no Principado.
 
A vantagem de Ogier para Tänak, que era de 14s9 no início deste sábado, logo subiu para nada menos que 1min18s, uma dianteira quase intransponível e que colocava Sébastien muito perto de mais uma vitória, a 41ª da carreira e a primeira da temporada 2018 do Mundial de Rali. Mas o estoniano, que mesmo em meio aos problemas faz um grande rali, avisou com sua performance que desistir não é uma opção.
 
Diante dos problemas do seu grande adversário, Ogier tratou de adotar uma pilotagem mais conservadora. “Não estou em posição para assumir riscos. Acho que temos uma boa diferença neste momento”, declarou o francês da M-Sport Ford ao site do WRC depois de encerrar o ‘turno’ da manhã, composto de outras três especiais.
Sébastien Ogier fez um sábado conservador para se manter na frente em Monte Carlo (Foto: Twitter)
Esapekka Lappi, também da Toyota, foi outro piloto dentre o rol dos cinco primeiros a enfrentar problemas com um furo de pneu, o que aconteceu na 11ª especial e a última da manhã. E Dani Sordo, que vinha bem, na terceira colocação no geral, abandonou a prova depois de perder o controle do seu Hyundai i20 durante um trecho de curva. Com a pista cheia de neve, o espanhol não evitou o choque com uma árvore, mas saiu do carro sem maiores problemas, bem como seu navegador, Carlos del Barrio.
 
Andreas Mikkelsen, da Hyundai, buscou reverter a sexta-feira complicada que teve e deu mais uma vitória em especiais para a marca sul-coreana, a sua primeira no ano. Em seguida, Tänak venceu as especiais 10 e 11, enquanto Thierry Neuville, que também busca a recuperação depois de tantos problemas no dia anterior, triunfou nas outras duas deste sábado.
 

Mas no fim das contas, mesmo sem ter vencido nenhuma especial, Ogier sustenta a liderança do Rali de Monte Carlo. O francês, que corre ao lado do inseparável navegador Julien Ingrassia, vai para o domingo com 39s5 de frente para Tänak. A diferença mostra o quanto o estoniano conseguiu recuperar ao longo das especiais contra o pentacampeão.
 
Com os revés de Sordo e Lappi, agora o terceiro colocado é Jari-Matti Latvala, da Toyota. O finlandês, no entanto, já está 1min32s7 atrás do líder. Lappi caiu para a quarta posição e tem 4min38s5 de atraso para Ogier, mas está no encalço de Kris Meeke, com o primeiro carro da Citroën, que fecha a lista dos cinco primeiros, à frente do outro Ford Fiesta RS WRC da M-Sport, de Elfyn Evans, enquanto Thierry Neuville figura em sétimo lugar.
 
Restam agora apenas quatro especiais, que vão ser todas realizadas neste domingo de desfecho do tradicional Rali de Monte Carlo, incluindo o Power Stage, etapa que distribui pontuação extra aos três primeiros colocados.