Rali

Governo peruano resolve impasse financeiro e confirma edição do Rali Dakar em 2019: “Evento de interesse nacional”

O primeiro-ministro César Villanueva já havia declarado que o evento era muito importante para o país, mas colocou em dúvida a sua realização por conta da nova política financeira adotada, influenciando na realização do Rali. A prova foi confirmada nesta quinta-feira (28) pelo governo do Peru, segundo o diário espanhol ‘Marca’
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 O piloto Reinaldo Varela e o navegador Gustavo Gugelmin completaram a penúltima especial do Rali Dakar 2018 na segunda colocação (Foto: Magnus Torquato)

Depois de colocar em dúvida o apoio à edição de 2019 do Rali Dakar, o governo do Peru confirmou a realização do evento no país e que vai acontecer entre os dias 6 e 17 de janeiro do ano que vem, segundo o diário espanhol ‘Marca’.
 
O governo peruano havia afirmado não saber ser possível arcar com o Rali por conta dos gastos resultantes da organização da corrida, além da taxa que deveria ser paga para a Amaury Sport Organisation (ASO), empresa que promove e organiza o Dakar. Para a ASO, o pagamento total é de US$ 6 milhões (cerca de R$ 22 milhões) e os gastos resultantes com infra-estrutura, segurança e logística podem chegar a US$ 25 milhões (cerca de R$ 94 milhões). Agora, com a confirmação, o evento é tratado pelo governo como "evento de interesse nacional”.
Governo peruano confirmou etapa de 2019 do Rali Dakar no país (Foto: USI)
O primeiro-ministro do Peru, César Villanueva, afirmou que todos os esforços para manter a prova no país seriam feitos, uma vez que o evento atrai os olhares e se torna uma “vitrine” para o restante do mundo. Porém, a mudança da política financeira poderia afetar na sustentação dos gastos gerados. A decisão sobre a manutenção ou não da sede deveria sair na última quinta-feira (21), mas foi adiada.
 
Caso o Peru não pudesse receber a prova, o Dakar seria suspenso, depois das negativas de Argentina, Chile, Bolívia e Equador. A prova será disputada integralmente em solo peruano e se iniciará em Lima, no dia 6 de janeiro. Depois de dez etapas, o Rali encerra sua edição de 2019 no dia 17, retornando à capital do país. 
 
LISTRAS LISÉRGICAS

COM CHICANE E CORES POLÊMICAS, PAUL RICARD DIVIDE OPINIÕES