Rali
18/01/2018 06:39

Dakar alega condições de segurança e cancela 12º estágio entre Fiambalá e San Juan para motos e quadriciclos

A organização do Rali Dakar decidiu cancelar a segunda perna da maratona para motos e quadricilos. O trecho entre FIambalá e San Juan não será disputado pelas duas classes por razões de segurança
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Ignacio Casale (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

O Rali Dakar cancelou a perna final da segunda etapa maratona de motos e quadriciclos, que seria realizada nesta quinta-feira (18) entre Fiambalá e San Juan, na Argentina. De acordo com a organização da disputa, a decisão foi tomada por questões de segurança.
 
Inicialmente, a organização da prova tinha optado por modificar o roteiro dos competidores por conta das condições climáticas no trecho cronometrado, mas isso forçaria motos e quads a iniciarem a especial de 288 km atrás de carros e caminhões.
Pilotos de motos e quadriciclos ganharam um inesperado dia de folga (Foto: Eric Vargiolu/DPPI)

No vivac de Fiambalá, os pilotos de motos consideraram os riscos da disputa, e a organização acabou por cancelar a especial. Assim, o primeiro competidor das motos parte de Fiambalá em direção a San Juan às 6h (horário local).
 
A disputa segue inalterada para carros e caminhões.
 
“Depois de estudar as condições de segurança para motos e quadriciclos na corrida de amanhã, apesar de uma primeira modificação anunciada para o estágio nesta tarde, tendo consultado os competidores reunidos no bivouac da maratona em Fiambalá, a direção de prova decidiu cancelar a 12ª especial para motos e quadriciclos”, anunciou a organização da prova no início da madrugada. “A primeira moto vai iniciar a ligação entre os bivouac de Fiambalá e San Juan às 6h. A corrida de carros e caminhões segue inalterada”, completou.
 
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018