Rali
17/01/2018 15:53

Com lesões no pulmão e fraturas na clavícula e costelas, Van Beveren tem condição estável após acidente no Dakar

Por meio de comunicado, a Yamaha confirmou as lesões sofridas pelo piloto francês Adrien Van Beveren, que sofreu uma forte queda a apenas 3 km do fim da especial da última terça-feira, entre Salta e Belén, na Argentina. O competidor, que ocupava a liderança na competição das motos, espera voltar ao país-natal nos próximos dias
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Adrien Van Beveren se recupera de lesões após grave acidente enquanto liderava o Dakar (Foto: Yamaha)

O desfecho da mais difícil etapa da 40ª edição do Rali Dakar ficou marcado pelo forte acidente que tirou de combate ninguém menos que o então líder da competição nas motos, Adrien Van Beveren. Com apenas 3 km de trecho cronometrado para chegar à zona de meta, em Belén, na Argentina, o francês perdeu o controle da sua Yamaha e caiu em alta velocidade. Grogue, Van Beveren ainda tentou levantar e seguir caminho com a moto, mas sucumbiu às lesões sofridas e teve de deixar, de forma dramática, o sonho de vencer pela primeira vez o maior rali do mundo.
 
Um dia depois do acidente, nesta quarta-feira (17), a Yamaha confirmou a extensão das lesões do seu piloto, que foi removido para um hospital em La Rioja, para onde foi transportado de ambulância. O comunicado diz que, após exames, foram diagnosticadas fraturas em uma clavícula e em duas costelas, além de uma lesão pulmonar.

 
Alexandre Kowalski, diretor da Yamaha, comentou a situação do agora ex-líder do Rali Dakar. “As primeiras horas após o incidente foram longas, mas felizmente a condição do Adrien foi estável durante a noite e esta manhã. Ele tem muitas dores, mas está respirando normalmente e ansioso para voltar à França o mais rápido possível”, comentou o responsável pela equipe.
 
“Ele esteve sob observação durante toda a noite, com os médicos de La Rioja confirmando o diagnóstico inicial de uma clavícula fraturada, duas costelas fraturadas e impacto nos seus pulmões em razão do acidente”, complementou o dirigente.
 

Kowalski também falou sobre a óbvia decepção do seu piloto, que esteve muito perto de vencer o maior e mais importante rali do planeta. 
 
“O Adrien está com o ânimo muito melhor, mas extá extremamente decepcionado por perder a chance de continuar na competição e na luta pela tão sonhada vitória no Dakar. Foi um golpe pesado em todos os membros da nossa equipe, mas todos nós estamos dando forças ao Adrien”, finalizou.