Rali

Com apoio da Red Bull, Al-Attiyah compra quatro carros oficiais da Peugeot e monta estrutura para Dakar 2019

De acordo com a rádio argentina Campeones, Nasser Al-Attiyah vai comprar os quatro carros da equipe de fábrica da Peugeot, que encerra seu projeto no Rali Dakar após o fim da edição 2018 da prova. O objetivo do catariano é manter praticamente toda a equipe e ter Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Despres, além do próprio Nasser a bordo de um dos 3008 DKR Maxi em janeiro do ano que vem
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Sébastien Loeb durante o quarto dia de competições do Rali Dakar 2018 (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

Vencedora nos dois últimos anos e grande favorita ao título do Rali Dakar na edição de 2018, a Peugeot já anunciou de antemão que deixa o projeto do maior rali do mundo ao fim da prova, no próximo domingo (20). Mas os 3008 DKR vão continuar em ação na disputa da competição em 2019, é o que diz o site da rádio argentina Campeones.
 
Nasser Al-Attiyah, campeão do Rali Dakar em 2011 e 2015, vai comprar os quatro carros da equipe de fábrica da Peugeot para montar a estrutura visando a disputa do Dakar em 2019. O catariano se reuniu com responsáveis pela marca francesa para comprar os quatro buggys 4x2. Recentemente, 
 
Nasser, que compete neste ano com o Toyota Hilux 4x4, se mostrou contrariado com o regulamento, que na sua visão favorece os 4x2 por permitir a tais veículos o uso de um sistema de encher e esvaziar pneus automaticamente, sem que o piloto precise sair do carro para aumentar ou diminuir a pressão, o que acaba sendo um recurso importante em trechos mistos, de dunas e estradas mais rápidas, por exemplo. O sistema é vetado aos veículos com tração nas quatro rodas, como é o caso do seu Hilux.
Nasser Al-Attiyah vai com equipe própria encarar o Dakar de 2019. E com o buggy da Peugeot (Foto: Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)
Segundo a publicação, Nasser vai contar com o apoio da Red Bull como principal patrocinadora e sócia da nova equipe do Dakar. O interesse do catariano é manter praticamente toda a equipe, com Stéphane Peterhansel, Carlos Sainz e Cyril Despres oriundos da Peugeot, e Al-Attiyah assumindo o lugar de Sébastien Loeb para a edição de 2019 do Dakar.
 

A estrutura da equipe seria montada em conjunto com Khalid Al Qassimi, dos Emirados Árabes, que comprou um Peugeot 3008 DKR para fazer o Dakar e tem seu próprio time, a PH Sport, que também tende a fazer parte do projeto de Al-Attiyah para a edição do maior rali do mundo no ano que vem.
 
Al-Attiyah tentou comprar os Volkswagen Touareg, que dominaram o Dakar entre 2009 e 2011, pouco depois de a marca alemã deixar a competição após um ciclo vitorioso. Contudo, a Volkswagen optou por não vender os veículos ao piloto, que depois correu com a Hummer, Buggy e fez três vezes o Dakar com a Mini, entre 2014 e 2016 — foi campeão em 2015. Desde o ano passado, Nasser faz parte da equipe oficial da Toyota no Rali Dakar.