Outras

Petecof completa etapa de Hockenheim da F4 Alemã com aprendizado, reação e pontos. E já mira desafio em Paul Ricard

Gianluca Petecof realizou um sonho ao correr pela primeira vez no icônico circuito de Hockenheim neste fim de semana, em rodada tripla válida pela segunda etapa da F4 Alemã. Mas o piloto da Academia Shell Racing encarou uma jornada difícil, de muito aprendizado no seu primeiro ano correndo de monopostos, mas que encerrou de forma positiva visando a sequência da temporada
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Gianluca Petecof disputou uma etapa de muito aprendizado em Hockenheim (Foto: Prema Powerteam)

O fim de semana que marcou a disputa da segunda etapa da temporada 2018 da F4 Alemã foi marcante de várias formas para Gianluca Petecof. Primeiro, por ter a chance de acelerar pela primeira vez no icônico circuito alemão de Hockenheim. Depois, pelo encontro com o amigo Augusto Farfus, que também correu neste fim de semana na abertura da temporada do DTM. E também pelo aprendizado vivido durante os dias de trabalho com o carro #5 da Prema Powerteam e toda a reação alcançada na última corrida da rodada tripla, no domingo (6), quando o piloto da Academia Shell Racing e também da Academia da Ferrari terminou em nono lugar após largar em 18º. 
 
Na semana que vem, Petecof volta a acelerar em outra pista lendária: Paul Ricard, na França, em rodada tripla válida pela F4 Italiana.
 
O sábado foi difícil para o jovem paulista de 15 anos, que abandonou a primeira corrida do fim de semana e chegou a lutar pelos pontos na segunda prova, mas abandonou após um toque sofrido. O domingo, contudo, mostrou que Gianluca vem crescendo a cada dia na sua incursão nos monpostos. Petecof fez uma corrida aguerrida e se recuperou ao sair nas últimas posições de um grid de 20 carros para terminar em nono e marcar dois pontos.
O próximo desafio de Gianluca Petecof é a F4 Italiana neste fim de semana, em Paul Ricard (Foto: Prema Powerteam)

“A corrida foi muito positiva. Seria bem difícil brigar pelo pódio de onde estávamos largando. Hockenheim é um circuito que, por mais que tenha grandes retas, o carro da F4 não tem aquele efeito forte do vácuo por causa do downforce baixo, e ali, principalmente no último setor da pista, no Estádio, é muito difícil seguir o piloto da frente devido ao ar sujo, sobretudo no trenzinho”, explicou o brasileiro.
 
“Mas conseguimos fazer uma boa recuperação vindo de 18º para nono, fazendo pontos no fim, com um ritmo bem forte e consistente, e sempre buscando o pessoal da frente. Agora é uma boa maneira de sairmos daqui, sabendo os pontos que temos de trabalhar. Vamos focar nas próximas corridas e, semana que vem, temos o Italiano, em Paul Ricard”, completou.
Gianluca teve uma prova de recuperação neste domingo em Hockenheim pela F4 Alemã (Foto: Prema Powerteam)
Com as seis corridas já disputadas neste começo de temporada na F4 Alemã, Petecof soma 14 pontos e ocupa a 12ª posição no campeonato. 
 
Uma semana depois de correr em Paul Ricard pela F4 Italiana, Petecof volta a acelerar na F4 Alemã entre os dias 19 e 20 de maio com a disputa da terceira etapa, a ser realizada no circuito de Lausitzring, novamente como prévia do DTM.
QUEM É MAIS CULPADO?

PADDOCK GP DISCUTE BATIDA DE RICCIARDO E VERSTAPPEN EM BAKU