Outras

Com Academia Shell Racing, Petecof brilha em Mugello e conquista primeira vitória na F4 Italiana

Na última rodada tripla da temporada 2018 da F4 Italiana, Gianluca Petecof viu sua estrela brilhar na primeira corrida da etapa de Mugello, largou em segundo e tomou a ponta logo no início para não ser mais superado e subir ao topo do pódio no geral pela primeira vez
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Gianluca Petecof (Foto: Prema Powerteam)

O sábado (27) foi de vitória brasileira e da Academia Shell Racing no clássico circuito de Mugello, na Itália. Gianluca Petecof triunfou pela primeira vez na F4 Italiana na primeira corrida da rodada tripla derradeira da temporada 2018. Foi a sua primeira conquista no geral no ano que marca a sua estreia correndo nos monopostos depois de uma carreira laureada no kartismo. Para chegar ao topo do pódio em Mugello, o piloto membro também da Academia da Ferrari largou em segundo lugar, tomou a ponta já na primeira curva e, desde então, não foi mais superado, liderando com autoridade todas as 17 voltas da prova.
 
Foi a consolidação de um sábado muito positivo para o piloto de 15 anos, que fez treinos classificatórios muito bons e obteve o segundo lugar no grid de largada das corridas 1 e 3 e o terceiro posto da segunda prova. 
Gianluca Petecof venceu pela primeira vez na F4 Italiana (Foto: Prema Powerteam)
Na prova deste sábado, Petecof dividiu a primeira fila com o compatriota e amigo Enzo Fittipaldi, que largou na pole. Gianluca conseguiu fazer a ultrapassagem ainda na primeira curva e, desde então, abriu vantagem para jamais ser superado na frente. Enzo, por sua vez, ficou fora da prova depois de um incidente envolvendo o italiano Leonardo Lorandi.
 
Daí em diante, Petecof se consolidou na ponta e administrou uma vantagem de cerca de 2s5 para o segundo colocado, Olin Caldwell, um dos seus companheiros de equipe na Prema. Gianluca cruzou a linha de chegada e confirmou a sua primeira vitória no geral desde sua estreia na F4 Italiana.
Petecof tomou a ponta logo na primeira curva e partiu para a vitória (Foto: Prema Powerteam)
E ainda que a vitória tenha sido contundente, Gianluca enfrentou uma verdadeira batalha antes de subir ao topo do pódio em Mugello. Na sexta-feira, dia dos treinos livres da F4 Italiana, o piloto enfrentou problemas nas duas sessões: na primeira delas, andou apenas 100 m e parou por conta de problemas na bateria do carro. E no segundo treino, o carro apresentou problemas na roda, o que encurtou ainda mais seu tempo de pista. Durante a noite, a Prema verificou a necessidade de trocar o motor. 
 
Assim, dá para dizer que Gianluca foi ‘no escuro’ sem saber as condições reais do carro antes da corrida deste sábado. No fim das contas, deu certo, e as dificuldades valorizam ainda mais o triunfo obtido pelo jovem paulista.
 
“Foi sensacional, uma experiência indescritível. Foquei o máximo possível na largada porque sei que é muito difícil ultrapassar em Mugello. Sabia que tinha que fazer uma ótima largada e pular para frente, e foi o que aconteceu logo na primeira curva. Então tinha uma diferença razoável, de pouco mais de 1s para os caras que vinham atrás”, descreveu o piloto.
É a primeira vitória da Academia Shell Racing na F4 Italiana (Foto: Prema Powerteam)
“Aí o segundo e o terceiro se envolveram num acidente e acabei com uma margem maior. Procurei administrar o máximo possível pois havia muito vento e foi um pouco difícil controlar o carro. Mas consegui manter a diferença e levar o carro até o final”, vibrou Petecof.
 
“Agradeço a todos na equipe Prema, Ferrari Driver Academy e à Academia Shell Racing por um dia memorável na minha carreira”, complementou o grande vencedor do dia em Mugello.
 
A temporada 2018 da F4 Italiana se encerra neste domingo com as duas corridas derradeiras do campeonato, que vão contar com transmissão ao vivo no site oficial do campeonato, www.f4championship.com, bem como no canal da categoria no Facebook. Gianluca, com a conquista obtida neste sábado, subiu para quinto na classificação geral do campeonato e continua como vice-líder entre os estreantes.