Nascar
16/08/2018 10:26

Kahne recusa propostas e anuncia aposentadoria da Nascar para “fazer coisas que gosto e amo”

Kasey Kahne chegou na Leavine Family Racing no começo de 2018, mas já está de saída. O piloto americano não quis se comprometer com um contrato em tempo integral, preferindo focar em “coisas que gosto e amo” fora da Nascar
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Kasey Kahne (Foto: Nascar Media)
Kasey Kahne é mais um piloto que vai se aposentar da Nascar. O veterano anunciou na manhã desta quinta-feira (16) a decisão de se afastar da categoria em tempo integral ao fim da temporada 2018, colocando um ponto final na curta passagem pela Leavine Family Racing.
 
Kahne tinha propostas da própria equipe para 2019, mas recusou. O piloto americano cita as exigências do calendário de 36 corridas, que o afastam de “coisas que gosto e amo”, como fatores na tomada de decisão.
 
“Pensei nessa decisão por vários meses, se não mais. Chegou a hora de parar de correr na Nascar em tempo integral”, disse Kahne através de comunicado. “Eu aprecio tudo que a LFR fez por mim nessa temporada, me oferecendo a chance de correr em 2019, mas correr na divisão principal por mais alguns anos não é uma coisa com que posso me comprometer”, apontou.
Kasey Kahne deixa a Nascar ao fim de 2018 (Foto: Nascar Media)
"Não sei o que o futuro reserva para mim, mas sei que estou tranquilo com a decisão que tomei. Os pontos altos não pesam mais que os baixos e o calendário exigente afeta sua qualidade de vida. Preciso passar mais tempo fazendo as coisas que gosto e amo, e isso significa ficar com o Tanner [filho] e com minha equipe de sprint car. Tive uma grande carreira e encontrei pessoas incríveis ao longo do caminho, algumas que ainda vão ficar em contato com minha vida”, seguiu.
 
Kahne estreou na divisão principal da Nascar em 2004, disputando 15 temporadas até 2018. O ponto alto foi a passagem pela equipe Hendrick, onde terminou a temporada 2012 em quarto, melhor resultado da carreira. Os resultados, todavia, foram piorando até a demissão ao fim de 2017, abrindo caminho para William Byron. Foram 18 vitórias ao longo dos anos, a última delas em Indianápolis, no ano passado.