Nascar
05/11/2017 10:27

Fora da Joe Gibbs, Kenseth revela que deixa grid da Nascar ao fim de 2017 e diz: “Não sei se é para sempre”

Matt Kenseth anunciou: está fora do grid da Nascar em 2017 – talvez em definitivo. O piloto do #20, prestes a ser substituído por Erik Jones, explicou que simplesmente não conseguiu encontrar vagas em equipes de ponta em 2018
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Matt Kenseth (Foto: Reprodução/Twitter)

É oficial: Matt Kenseth não vai pilotar em tempo integral na Nascar em 2018. O próprio Kenseth confirmou sua saída do grid da categoria, consequência direta da perda da vaga no carro #20 para Erik Jones, e já coloca um grande sinal de interrogação sobre a possibilidade de retorno no futuro.
 
“Eu pensei muito nisso e praticamente decidi depois de Martinsville. Eu meio que já sabia, mas decidi que vou ficar de fora por um tempo”, admitiu Kenseth, entrevistado pela rede de TV americana NBC. “Não sei o que isso significa, não sei se é para sempre. Não sei se isso vai durar um mês, cinco meses ou dois anos. O mais provável é que, quando você sai, você não recebe novas oportunidades. Eu simplesmente acho que não vai rolar”, seguiu.
 
Aos 45 anos, Kenseth é o piloto mais velho a competir em tempo integral na Nascar. O piloto estreou na divisão principal em 1998 e cumpre o calendário completo desde 2000. São 38 vitórias e um título, em 2003.
Matt Kenseth (Foto: Nascar Media)

Depois de perder a vaga na Joe Gibbs, Kenseth passou a ser cotado em outras equipes de ponta, como Hendrick e Stewart-Haas. Mas tais propostas acabaram não se concretizando.
 
“Eu acho que poderia pilotar ano que vem se eu realmente quisesse. Mas eu quero pilotar ou tentar vencer corridas e campeonatos?”, considerou. “Acho que se algo assim fosse acontecer e alguém realmente me quisesse, esse alguém já teria dado um jeito e feito acontecer”, explicou.
 
Antes mesmo do anúncio já estava claro que Kenseth vivia situação delicada. Vendo o fluxo de entrada de jovens pilotos na divisão principal da Nascar, Matt começou a perceber que seria difícil se sustentar.
 
“A maior dica de que isso ia acontecer provavelmente foi quando o Rick [Hendrick] colocou o William [Byron] no #5 e eu não tive a oportunidade”, recordou. “Essa era uma vaga que eu pensava que podia conseguir. Eu achava que podia chegar lá, conseguir melhores resultados e agir como uma espécie de mentor para os pilotos mais jovens. Mas não deu. Isso deveria ter sido o balde de água fria para pensar ‘certo, você precisa aceitar isso, fazer seu melhor nesse ano e decidir o que fazer da vida no próximo”, completou.
O 2017 difícil de Kenseth ficou ainda pior (Foto: Getty Images)

Kenseth vive um 2017 difícil na Nascar. O veterano ainda não venceu no ano e já foi até eliminado dos playoffs. Nas últimas três corridas da temporada, Matt apenas cumpre tabela.

Além de Kenseth, Dale Earnhardt Jr. é outro piloto que não vai competir em 2018. O atual piloto do #88 vai se aposentar depois de sofrer com concussões em 2016.
 
FORÇA DE VETTEL VALORIZA TÍTULO

É UM PRIVILÉGIO VER HAMILTON CHEGANDO AO TETRA NO AUGE