Nascar
11/02/2018 10:20

Danica diz que vai se emocionar na despedida da Daytona 500, mas espera “terminar a corrida ou ficar na briga”

Danica Patrick vai se despedir da Nascar em uma semana, na Daytona 500 que tanto lutou para poder correr. Mesmo assim, diz que ainda não está emocionada - mas que, na hora da prova, os sentimentos devem aparecer, enfim
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 No seu retorno à Nascar, Danica Patrick teve desempenho discreto e foi 29ª (Foto: Nascar)

Danica Patrick avisou em 2017 que gostaria de encerrar sua carreira nas pistas correndo duas provas: Indy 500 e Daytona 500. O evento da Nascar ocorre no próximo domingo (18), com os treinos sendo realizados já neste final de semana. Ela lutou e conseguiu uma vaga na Premium, uma das menores equipes da divisão principal da categoria. Agora, luta por outra coisa; não ficar muito emocionada.

Segundo a pilota, em entrevista à 'Racer', por enquanto seus sentimentos ficaram na hora do anúncio da aposentadoria e que, por isso, ainda está tranquila. Mas que, na hora da prova, eles devem voltar.

"Quando domingo chegar, sei que ficarei mais introspectiva, lembrarei de tudo, ficarei emocionada. Sabe, terei mais perspectiva (do que ela está passando). Mas ficarei bem", disse.

"Estou animada (com a aposentadoria). Tomei a decisão ano passado e estou bem com isso. Se não, não estaria aqui. Tive muito tempo para fazer essa transição mental. Estou bem, estou pronta", seguiu.
Danica Patrick (Foto: Nascar Media)
Sobre a corrida em si, ela pensa em correr no pelotão da frente. E ver o que acontece. Quem sabe, uma despedida 'mágica'. "Realmente espero terminar a corrida e, quem sabe, brigando. Ninguém vai escapar na frente aqui. Então voce apenas espera ficar lá na briga", finalizou.

Danica correu por seis vezes a Daytona 500, com o oitavo lugar em 2013 sendo sua melhor colocação. Em 2017, foi pole.