MotoGP
11/10/2018 15:04

Verstappen revela que Red Bull negou pedido para teste em “muito perigosa” MotoGP

Max Verstappen queria tentar uma coisa nova e pediu para a Red Bull para testar uma moto da MotoGP. Entretanto, o piloto revelou que os chefes logo trataram de podar a ideia, pois é algo muito perigoso
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Max Verstappen (Foto: Mark Thompson/Getty Images)
Max Verstappen bem que tentou dar umas voltinhas em uma moto da MotoGP, mas viu os próprios chefes proibirem o desejo. O holandês contou que a Red Bull vetou o piloto de comandar uma das motos da categoria.
 
A marca das bebidas energéticas está fortemente presente no Mundial de Motovelocidade. Na classe rainha, patrocina a KTM, além de outras equipes e pilotos, como Marc Márquez. E foi assim que o #33 achou que teria uma brecha, mas logo foi impedido. “Eu amaria poder pilotar em duas rodas”, falou.
Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Não me permitem. Eu comprei uma Harley-Davidson e perguntei para a equipe se poderia testar uma moto da MotoGP, pois a Red Bull é patrocinadora lá também, com KTM e Honda. E temos um circuito, o Red Bull Ring. Mas eles firmemente disseram não, pois é muito perigoso”, completou.
 
Entretanto, o desejo de Verstappen não é recente. No ano passado, disse em entrevista que “gostaria de tentar a MotoGP. Quando tinha oito anos, costumava correr em duas rodas. É mais perigoso, mas adoraria tentar. A MotoGP é um mundo diferente, mas gosto da sensação de se aproximar do chão com seu cotovelo e joelho.”