MotoGP

Rins comemora vitória com “trabalho duro” e diz: “Quando vi Rossi, pensei que precisava fazer algo espetacular”

Álex Rins enfim alcançou sua primeira vitória na MotoGP. No GP das Américas, aproveitou a queda de Marc Márquez e levou a melhor no combate contra Valentino Rossi para cruzar a linha de chegada na primeira colocação. O resultado, fruto de trabalho duro, como avaliou, foi muito comemorado

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Álex Rins enfim entrou para a lista dos vencedores da MotoGP. No GP das Américas do final de semana, venceu um emocionante embate contra Valentino Rossi e subiu ao degrau mais alto do pódio. É claro que o resultado bastante positivo para a Suzuki foi para lá de comemorado pelo espanhol.
 
Em solo norte-americano, Marc Márquez era a principal aposta para conseguir conquistar sua sétima vitória. Entretanto, com uma queda quando liderava com folga a prova, viu o triunfo ir por água abaixo. Melhor para seus adversários.
 
O primeiro posto caiu no colo do #46. Mas Rins, crescendo na parte final da disputa, não só bateu o titular da Yamaha, a quem chamou de ‘ídolo de infância’, como assegurou sua primeira vitória na classe rainha.
 
O #42, é claro, era só alegria depois da prova. “Estou muito feliz que a vitória foi alcançada com tanto esforço e sacrifício, mas, acima de tudo, com trabalho duro. Quando vi que Valentino estava 1s5 na frente, disse para mim mesmo ‘vamos, Alex, agora você precisa fazer algo espetacular’”, falou.
Álex Rins (Foto: Suzuki)
“Sei que ele tem muita experiência e, no final, é forte. Mas com duas voltas para o fim, cometi um erro e, naquele momento, pensei ‘agora vai me alcançar na reta e me ultrapassar’. Ao invés, ele também cometeu um erro. Então, decidi acelerar para o final sem olhar para trás”, seguiu.
 
A ultrapassagem do espanhol em cima do italiano aconteceu com cerca de três voltas para o fim. O quão comprida foi a disputa a partir de então? “Muito longa. Quando faltavam dois giros, dentro de mim, sabia que tinha um piloto tão forte como Rossi atrás de mim, mas não queria desistir”, disse Rins.
 
“Essa vitória é algo incrível para a Suzuki. Ano passado, éramos muito competitivos, conseguimos melhorar. Então, também espero estar no mesmo nível nas próximas”, continuou.
 
Mas o final de semana não começou dos mais fáceis para Álex, mas foi melhorando com o passar dos dias. “Na sexta-feira, não tinha a confiança que esperava, especialmente nas curvas fechadas. Na corrida, entretanto, consegui ir bem, especialmente nas freadas. Mas eu tinha que me defender do Rossi, especialmente na curva 11, onde ele era rápido”, ressaltou.
 
Por fim, o triunfo dá uma confiança na briga pelo título? O piloto respondeu. “Estou brigando com os pilotos mais fortes, e me sinto competitivo. Você tem que trabalhar para vencer, e vou fazer de tudo. Não vai ser fácil, pois o nível da MotoGP é muito alto, mas estamos no caminho certo, e devemos continuar.”
 
“Temos uma moto equilibrada que se adapta bem nos circuitos. Me sinto forte, e as sensações são ótimas. Fomos capazes de dar um grande passo adiante, e honestamente pensei que era nossa hora de vencer. Foi bom ser capaz de alcançar o resultado em uma pista como essa”, encerrou.