MotoGP
12/09/2018 09:53

Com mudança para motores Triumph, Moto2 veta participação de wild-cards na temporada 2019

A FIM (Federação Internacional de Motociclismo) anunciou nesta quarta-feira (12) que não serão aceitas inscrições de pilotos wild-cards na temporada 2019 da Moto2. Veto é resultado da chegada dos novos motores Triumph
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jonas Folger (Foto: Kalex)
A Moto2 não terá wild-cards na temporada 2019. Com a introdução dos motores Triumph em substituição aos atuais Honda, a organização do certame decidiu não aceitar a participação de convidados.
 
A Comissão de GP, que é composta por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna; Paul Duparc, da FIM (Federação Internacional de Motociclismo); Hervé Poncharal, da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida); e Takanao Tsubouchi, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas); junto com Carlos Ezpeleta, também da promotora espanhola; Mike Trimby, da IRTA; e Corrado Cecchinelli, diretor de tecnologia do Mundial, se reuniram no último sábado em Misano e decidiram vetar a presença de wild-cards na Moto2 em 2019.
Street Triple RS 765cc: o novo motor da Moto2 (Foto: Triumph)
De acordo com a Comissão de GP, a medida foi adotada em virtude das “restrições de viabilidade” do novo motor de 765cc de três cilindros e também pela ausência de motos nesta configuração em outros certames.
 
“Devido às restrições de viabilidade do novo motor da Moto2 para 2019 e ao fato de não terem máquinas nestas especificações em outros campeonatos, ficou acordado que inscrições wild-cards na Moto2 não estarão disponíveis em 2019”, anunciou a FIM. “A situação será revisada para a temporada 2020”, completou.