MotoGP

72 dias após forte acidente em Silverstone, Rabat volta a pilotar em teste privado em Valência

Quase dois meses e meio após sofrer uma fratura tripla na perna direita em um forte acidente em Silverstone, Tito Rabat voltou a pilotar em uma sessão privada de testes em Valência. O #53 ainda tenta se recuperar para poder disputar o GP da Comunidade Valenciana, última parada da temporada 2018 da MotoGP
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Tito Rabat foi atingido pela moto de Franco Morbidelli após cair na Stowe (Foto: Reprodução)
Exatos 72 dias após sofrer uma fratura tripla na perna direita em um forte acidente em Silverstone, Tito Rabat voltou a pilotar. O piloto da Avintia aproveitou a terça-feira (6) para realizar um teste privado no circuito de Valência.
 
Já nos minutos finais do TL4 em Silverstone, Rabat caiu na Stowe por conta do acúmulo de água na pista. Quando o espanhol se levantava para deixar a pista, Franco Morbidelli também se acidentou e a Honda do #21 acabou atingido a perna do espanhol.
 
Rabat sofreu fraturas no fêmur, na tíbia e fíbula da perna direita e foi operado ainda na Inglaterra antes de poder voltar à Espanha para poder dar sequência ao tratamento no Hospital Universitário Quirón-Dexeus, em Barcelona.
Tito Rabat já está em fase final de recuperação (Foto: Reprodução)
Apesar do susto, Rabat sempre deixou claro o desejo de voltar logo às pistas, mas tinha prometido seguir à risca as orientações médicas. Tito tinha declarado que gostaria de voltar já no GP da Tailândia, mas não conseguiu. O #53 passou um mês internado.
 
Agora, o campeão de 2014 da Moto2 tenta estar pronto para disputar o GP da Comunidade Valenciana, última etapa da temporada da MotoGP. Na terça-feira, Rabat testou no circuito Ricardo Tormo com uma moto de rua da Ducati. Se conseguir a liberação médica, Tito deve participar, pelo menos, do TL1 para poder avaliar sua condição física.
 
Substituto de Rabat nas últimas etapas, Jordi Torres também está lesionado, já que sofreu uma fratura no dedão da mão esquerda no quarto treino livre para o GP da Malásia. O espanhol foi operado ontem em Barcelona e teve alta do hospital nesta manhã.