Motociclismo
31/07/2017 09:15

Com Lowes, Van der Mark e Nakasuga, Yamaha domina e vence 8 Horas de Suzuka pela terceira vez consecutiva

A Yamaha conquistou no último domingo (30) sua terceira vitória seguida nas 8 Horas de Suzuka. Alex Lowes, Michael van der Mark e Katsuyuki Nakasuga completaram aquela que é a prova mais icônica do Mundial de Endurance da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) à frente de Kazuma Watanabe, Azlan Shah e Leon Haslam. O trio de Dominique Aegerter, Randy de Puniet e Josh Hook ficou com o terceiro posto
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
 O pódio das 8 Horas de Suzuka (Foto: Divulgação/EWC)

A YZF-R1 segue seu reinado em Suzuka. No domingo (30), Alex Lowes, Michael van der Mark e Katsuyuki Nakasuga deram à Yamaha seu terceiro triunfo consecutivo nas 8 Horas de Suzuka, a prova mais icônica do Mundial de Endurance da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).
 
Depois de vencer em 2015 ― com Pol Espargaró, Bradley Smith e Nakasuga ― e em 2016 ― com Espargaró, Lowes e Katsuyuki ―, a marca dos três diapasões recrutou sua dupla de pilotos do Mundial de Superbike para formar trio com Nakasuga e viu uma performance dominante da R1. 
O pódio das 8 Horas de Suzuka (Foto: Divulgação/EWC)
Partindo da pole, o time de fábrica da Yamaha foi pressionado pelo trio da MuSASHi RT HARC-PRO, formado por Jack Miller, Takaaki Nakagami e Takumi Takahashi, nas primeiras duas horas da disputa, mas o momento decisivo veio na segunda hora, quando o gêmeo de Sam aproveitou os Esses de Suzuka para passar o australiano e escapar na ponta. Uma hora mais tarde, as chances de vitória do time da Honda caíram por terra de vez com um tombo de Nakagami, que forçou a equipe a fazer reparos na CBR1000RR SP2.
 

Lowes foi, também, o responsável por receber a bandeirada na 40ª edição das 8 Horas de Suzuka após 216 voltas, com quase um giro de vantagem para o Team Green, formado por Kazuma Watanabe, Azlan Shah e Leon Haslam. O britânico da Kawasaki, aliás, teve uma performance destacada na prova japonesa, já que dobrou seu último turno a bordo da ZX10-RR e acabou pilotando em cinco das oito horas da disputa.
 
A honra da Honda, então, foi salva pela FCC TSR, com Dominique Aegerter, Randy de Puniet e Josh Hook assegurando o terceiro posto, uma volta atrás da equipe da Yamaha. O trio, aliás, quase não viu a bandeirada, já que problemas mecânicos marcaram o fim da prova, inclusive com chamas aparecendo na CBR durante um turno do francês.
 
Com o triunfo da Yamaha, Van der Mark e Nakasuga chegaram a terceira vitória nas 8 Horas de Suzuka ― o holandês venceu duas vezes com a Honda. O feito do nipônico é ainda mais expressivo, já que ele é apenas o segundo piloto da história a conseguir três vitórias seguidas na prova.
 
Além da pole e da vitória, a Yamaha também ficou com a melhor marca da corrida, registrada por Lowes em 2min06s9, um giro que é apenas nove décimos mais lento do que o recorde da pole-position de Suzuka. A segunda na lista de voltas mais rápidas desta 40ª edição foi quase 1s mais lenta que o registro de Alex.
 
A quarta colocação ficou com a MuSASHI, que terminou a disputa com duas voltas de atraso para o trio #21. A YART Yamaha, que contava com Broc Parkes, Marvin Fritz e Kohta Nozane, ficou com o quinto posto, à frente do Honda Dream de Tatsuya Yamaguchi, Tomoyoshi Koyama e Ryosuke Iwato, que colocaram a terceira Fireblade no top-6 da corrida.
 
Pela Yoshimura Suzuki, Sylvain Guintoli, Josh Brookes e Takuya Tsuda tiveram uma atuação memorável. Com um problema técnico ainda na parte inicial da corrida, a equipe despencou para o 60º posto ainda na primeira hora, mas concluiu a disputa no sétimo lugar, apenas quatro voltas atrás dos vencedores.
 
Com a GMT94 da Yamaha, David Checa, Niccolò Canepa e Mike di Meglio terminaram as 8 Horas de Suzuka na 11ª colocação, o que foi suficiente para virar o jogo para cima da SERT e garantir o título da temporada 2017 do Mundial de Endurance.
CASO VÁ BEM EM TESTE, KUBICA DEVE VIRAR TITULAR DA RENAULT JÁ A PARTIR DO GP DA BÉLGICA"