Motociclismo
29/07/2018 09:13

Com Lowes e Van der Mark, Yamaha conquista quarta vitória seguida nas 8 Horas de Suzuka

Com Katsuyuki Nakasuga fora de combate neste domingo (29), Alex Lowes e Michael van der Mark se revezaram no comando da YZF-R1 para dar à Yamaha sua quarta vitória seguida nas 8 Horas de Suzuka. A Honda de Takumi Takahashi, Takaaki Nakagami e Patrick Jacobsen ficou com o segundo posto, com a Kawasaki de Kazuma Watanabe, Leon Haslam e Jonathan Rea fechando o top-3
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Alex Lowes, Michael van der Mark e Katsuyuki Nakasuga venceram as 8 Horas de Suzuka em 2018 (Foto: Yamaha)
O ano pode não ser dos mais dourados na MotoGP, mas a Yamaha segue reluzente em Suzuka. Mesmo com o time desfalcado, a montadora dos três diapasões conquistou neste domingo (29) a quarta vitória consecutiva na tradicional 8 Horas de Suzuka.
 
Com Katsuyuki Nakasuga fora de combate por conta das lesões decorrentes de um tombo no sábado, Alex Lowes e Michael van der Mark se revezaram no comando da YZF-R1 ao longo das oito horas da prova, com o britânico encarregado de receber a bandeirada na mais tradicional prova do calendário do Mundial de Endurance da FIM (Federação Internacional de Motociclismo).
Alex Lowes, Michael van der Mark e Katsuyuki Nakasuga venceram as 8 Horas de Suzuka em 2018 (Foto: Yamaha)
A edição deste ano, aliás, foi marcada pela instabilidade climática. A corrida começou com pista molhada, mas o piso secou antes de uma nova pancada de chuva com três horas para o fim da disputa. E foi essa chuva que acabou sendo determinante.
 
Com quatro horas para o fim, Van der Mark e Rea vinham brigando pela ponta, mas o holandês fez sua parada primeiro, enquanto o norte-irlandês seguiu por mais uma volta. A opção do líder do Mundial de Superbike acabou por derrubar a Kawasaki para o terceiro posto, atrás de Yamaha e Honda.
 
Na troca seguinte, Rea reassumiu o comando da ZX-10RR depois de um turno de Haslam com 40s de atraso para Van der Mark, o líder. Johnny logo passou a recortar a margem de ‘Magic Mike’, mas a entrada do safety-car por conta de uma queda de Ryo Mizuno complicou ainda mais as chances do Team Green.
 
Para piorar, Rea caiu rodando com pneus slicks em uma pista molhada e, apesar de ter conseguido manter a Kawasaki na prova, não teve mais chances de reverter o resultado.
 
A Honda passou, então, a ser a rival da Yamaha, mas PJ Jacobsen não vinha combatendo Van der Mark com afinco. Uma nova intervenção do safety-car, porém, melhorou as chances do time da asa dourada, mas Michael, mais uma vez, abriu vantagem em relação ao norte-americano. 
 
Com pouco mais de 1h para a bandeirada, Van der Mark entregou a R1 para Lowes com mais de um minuto de folga para a Honda, que agora era guiada por Takaaki Nakagami. 
 
Com cerca de 20 minutos para o fim, Alex ainda fez uma última parada para abastecer, mas nem a parada a menos impediu a Honda de ser derrota por 30s de vantagem.
 
Mesmo sem correr, Nakasuga entra para a história como o piloto com mais vitórias consecutivas em Suzuka, já que está envolvido no projeto da Yamaha #21 desde a introdução da YZF-R1 na disputa em 2015. A marca dos três diapasões não retirou Katsuyuki da prova neste fim de semana.
 
O terceiro posto do pódio ficou com a Kawasaki #11 de Rea, Leon Haslam e Kazuma Watanabe, que ficou uma volta atrás de Van der Mark/Lowes. A S-Pulse Dream Suzuki de Tommy Bridewell, Kazuki Watanabe e Hideyuki Ogata aparece na sequência.
 
O fim de semana em Suzuka também marcou a conquista do título do Mundial de Endurance por Josh Hook, Freddy Foray e Alan Techer. O trio da F. C. C. TSR Honda #5 ficou com o quinto posto na prova do Japão e ainda viu a rival YART Yamaha #7 abandonar a corrida por conta de uma queda precoce de Takuya Fujita.
 
A sexta colocação ficou com a GMT94 Yamaha #94 de Mike Di Meglio, Niccolò Canepa e David Checa, à frente da Honda Asia-Dream #22 de Zaqhwan Zaidi, Troy Herfoss e Andi Farid Izdihar e da Moriwaki Motul #19 de Ryuichi Kiyonari e Yuki Takahashi. Com a #111 da Honda Endurance, Yonny Hernández, Sebastien Gimbert e Erwan Nigon ficaram no nono posto, com Sylvain GIontoli, Takuya Tsuda e Bradley Ray colocando a #12 da Yoshimura Suzuka no décimo lugar.