Kart

Aposentado da F1, Massa é eleito pela FIA para cargo de presidente da Comissão Internacional de Kart

Felipe Massa se despediu da F1 pela segunda vez no fim desta temporada, mas já está com a agenda cheia. Além da participação na Stock Car no início do ano que vem, o brasileiro foi eleito nesta sexta-feira (8) presidente do Comissão Internacional de Kart da FIA. Assim, o ex-piloto se torna a maior autoridade do kartismo mundial
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Felipe Massa (Foto: Williams)

Felipe Massa vai começando a estabelecer a continuidade de sua carreira depois que se aposentou da F1. O brasileiro, que deixou a Williams ao final da temporada 2017, agora foi escolhido pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para ser o presidente do Comissão Internacional de Kart. Ou seja, o ex-piloto agora será a autoridade máxima do kartismo no mundo.

A indicação veio de Jean Todt, que já conhece o brasileiro desde os tempos de Ferrari e, também nesta sexta-feira (8), foi reeleito presidente da entidade máximo do esporte a motor no mundo, se mantendo no cargo que ocupa desde 2009.
Felipe Massa deixou a F1 e agora será presidente da Comissão Internacional de Kart da FIA (Foto: Williams)

"O esporte a motor vive um momento muito bom, mas sabemos que ainda pode ficar melhor. Hoje, já temos a pirâmide bem definida com F4, F3, F2 e F1, algo que não existiu alguns anos atrás. Queremos que essa escada seja totalmente definida em todos os níveis do automobilismo", declarou o dirigente francês.

Este é só mais um passo de Felipe em sua nova vida longe das pistas da F1. Nesta semana, o brasileiro já havia sido confirmado pela Cimed para formar dupla com Cacá Bueno na Corrida de Duplas da Stock Car em 2018, a primeira participação do piloto na categoria.

Além disso, o 'Diário Motorsport, parceiro do GRANDE PRÊMIO, também adiantou que Felipe foi indicado por Waldner Bernardo, o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, para o cargo de representante brasileiro no Conselho Mundial da FIA. Trata-se de uma inovação, pois tradicionalmente quem ocupa o posto é o presidente da entidade brasileira.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO