Indy

Wickens diz estar paraplégico após acidente em Pocono e “longe de caminhar por conta própria”

Robert Wickens conteve as expectativas do público a respeito do processo de recuperação após o acidente em Pocono. O canadense afirmou estar paraplégico e precisando trabalhar pesado para recuperar movimentos das pernas
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Robert Wickens (Foto: Indy)
Uma nova postagem de Robert Wickens nas redes sociais após o grave acidente em Pocono pela Indy trouxe informações sobre a extensão das lesões e o processo de recuperação. O piloto canadense confirmou nesta sexta-feira (26) que se encontra em estado de paraplegia, incapaz de fazer grandes movimentos do quadril para baixo por conta própria.
 
A notícia de Wickens traz um novo panorama após a postagem de outro vídeo na segunda-feira. Na ocasião, o canadense postou um exercício físico com as pernas e criou boas expectativas para o público. Hoje, o canadense apontou que a atividade é um passo incipiente na ainda dura missão de voltar a caminhar.
 
“A parte de cima do meu corpo está ficando mais forte dia após dia. Estou postando vídeos de pequenos movimentos com minhas pernas, mas a realidade é que estou muito longe de caminhar por conta própria. Nunca trabalhei tanto por algo na minha vida”, escreveu Wickens no Twitter.
Robert Wickens e Ryan Hunter-Reay protagonizaram um acidente assustador em Pocono (Foto: Reprodução/Twitter)
A paraplegia tem como uma de suas principais causas a lesão na medula espinhal. Foi justamente isso que aconteceu com o piloto em Pocono, assim como fratura no pescoço, fratura na coluna vertebral torácica, fratura na tíbia e na fíbula das duas pernas, fratura nas duas mãos, fratura no antebraço direito, no cotovelo, quatro costelas fraturadas e uma contusão pulmonar. A boa notícia é que o estado paraplégico é frequentemente reversível, justificando a fisioterapia de Robert.
 
O acidente aconteceu na reta final da temporada de estreia de Wickens na Indy. Mesmo incapaz de competir nas últimas três etapas, o canadense foi o melhor novato de 2018 e somou exatamente o mesmo número de pontos do companheiro experiente James Hinchcliffe.