Indy

Stewart fala em voltar à Indy 500 para buscar sonhada vitória: “Não quero ficar à parte que nem Danica”

Tony Stewart está querendo voltar a disputar a Indy 500. O americano, que deixou a Nascar ao final de 2016, busca aquela que seria sua sexta edição da principal corrida da Indy e quer vitória
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Tony Stewart na Indy 500 (Foto: IndyCar)
Tony Stewart é um dos grandes nomes da história da Nascar, mas tem também sua passagem pela Indy 500, com cinco edições disputadas e até pole em 1996 pela Menard. Nesta quinta-feira (9), aos 47 anos, Tony avisou que quer voltar a disputar a prova e com objetivo claro: a vitória.
 
Stewart manifestou o desejo de voltar à ativa para a disputa da prova e ainda fez uma comparação com Danica Patrick, explicando que não quer repetir o "show à parte" que foi a despedida da americana, querendo efetivamente disputar o primeiro lugar.
Tony Stewart quer voltar à Indy 500 e vencendo (Foto: IndyCar)
"Se for, não é apenas para correr. Não quero ficar à parte que nem a Danica esse ano. Se for mesmo, quero sentir que tenho tantas chances quanto qualquer outro ali. É um insulto chegar lá achando que você tem as mesmas chances que quem está l[a toda semana. É besteira achar isso", disse.
 
Nessa linha de buscar competitividade, Tony explicou que pensa em fazer outras corridas para se adaptar até a prova de casa - já que é do estado de Indiana -, repetindo o que fez em 1997 e 1998, quando fazia parte da categoria nas demais etapas. Até aqui, no entanto, ele garante que não tem conversas avançadas com equipe alguma.
 
"Uma corrida talvez não seja suficiente para me adaptar, mas existem coisas que não se repara em dez minutos, mas, sim, em duas horas. Pit-stops, acertos de carro, meu comportamento no carro, enfim. Tem muita coisa que eu quero ter acertada para chegar lá e brigar para vitória, não quero ser uma atração extra", completou.