Indy

Massa compara com F1 e diz que Indy deveria “pensar mais” em segurança: “É muita gente se machucando”

Felipe Massa voltou a se pronunciar sobre segurança na Indy e defendeu seu ponto de vista. Para o brasileiro, não é que a categoria não esteja fazendo nada para melhorar neste aspecto, mas deveria fazer mais e evitar que algo de pior aconteça, como foi com a F1 após a morte de Jules Bianchi
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Felipe Massa (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Felipe Massa voltou a se pronunciar sobre o assunto segurança na Indy. Após escrever em suas redes sociais logo depois do acidente de Robert Wickens, em Pocono, que a categoria "não estava fazendo muito" e ser bastante contrariado pelos pilotos do campeonato, o brasileiro explicou que vê a F1 à frente no quesito e que a Indy poderia fazer mais para evitar novos acidentes graves.
 
Massa usou de um tom um pouco mais leve, agora dizendo que a Indy "poderia fazer mais". O brasileiro reconheceu que não vive a rotina da categoria para saber o que tem sido feito sobre segurança, mas lembrou dos acidentes recentes em ovais.
 
"Vimos muitos pilotos se machucando e eu só falei o que estou vendo em relação à segurança deles. Não esperava ver tantos pilotos dizendo que o que eu falei não estava correto. Não corro na Indy, não estou lá diariamente para saber o que estão fazendo, isso é claro, mas aí eu vejo eles correndo em Indianápolis, por exemplo, onde o Alonso correu e acho que o Dixon teve muita sorte e o Bourdais se machucou feio", disse à revista britânica 'Autosport'.
Felipe Massa criticou a segurança na Indy após o acidente de Robert Wickens em Pocono (Foto: Reprodução/Twitter)
Segundo o novo piloto da Venturi na Fórmula E, a F1 conseguiu responder bem mais rapidamente ao acidente fatal de Jules Bianchi e é um exemplo que a Indy deve seguir.
 
"Aí, no ano seguinte, você vê Pocono e olha o que aconteceu com o Wickens. Para mim, foi um acidente forte e o que estou dizendo é que, talvez, a Indy deva pensar sobre essas pistas e pensar em como melhorá-las. Você vê que a F1 muda as coisas para ser mais segura. O acidente do Bianchi não aconteceria mais porque mudaram muitas coisas. Então, acho que a Indy deveria pensar em mudar algo. É só isso que estou dizendo, não que eles não façam nada, só que talvez não estejam fazendo o suficiente com tantos pilotos se machucando", seguiu.
 
O brasileiro exemplificou as mudanças que acha necessárias especialmente nos muros e nos arredores em ovais.
 
"Só disse que achava que eles deveriam pensar um pouco mais na segurança. Estava vendo a corrida e os muros muito baixos, os fãs muito próximos do muro. Não acho que seja tão caro assim mudar algo nesse ponto de vista, só isso. Se eles acham que estou louco... só estou dizendo isso para a segurança dos pilotos", completou.