FE

Buemi admite que ausência de Albon “não foi positiva” e atrapalhou pré-temporada da Nissan

Sébastien Buemi foi o responsável por comandar seu carro e dar algumas voltas com o outro carro da Nissan durante a pré-temporada da Fórmula E, em Valência. O outro titular da equipe japonesa, Alexander Albon, está com um pé fora do time e acabou não andando. Oliver Rowland é quem vai terminar a preparação para a temporada
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Sébastien Buemi (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
A pré-temporada da Nissan não foi das melhores. Com Sébastien Buemi num dos carros e o outro piloto contratado, Alexander Albon, sem andar por estar próximo da F1 para a temporada 2019, o time sofreu um atraso inegável. Por um dia e meio, metade da garagem da Nissan ficou sem trabalhar. Buemi sabe que a confusão atrapalhou os preparativos para o campeonato.
 
Durante a terça-feira de testes, Buemi guiou o outro carro durante o fim da sessão da tarde. Já na quarta-feira, já com Oliver Rowland convocado, ninguém entrou no carro exatamente por conta das negociações. Na sexta-feira, sim, Rowland guiou durante todo o dia - com o turno da manhã sendo com chuva.
 
Buemi entende que houve um atraso, mas afirma que o trabalho foi bem feito. 
 
"Eu foquei no meu carro e minha equipe, então, do meu ponto de vista, não foi muito diferente, mas acho que do outro lado da garagem foi meio complicado. Não dá para dizer que foi positivo perder um dia e meio, quase dois dias, mas foi assim. Tentamos pegar o máximo de informação do meu carro e, agora com Oliver ajudando, vamos nos preparar para Riad", afirmou.
Sébastien Buemi (Foto: Nissan Nismo)
Na avaliação da ordem de forças após os testes, Buemi se esquivou. Disse que não acredita numa força superior às outras e que apenas quando as corridas começarem as forças vão ficar claras.
 
"Todas as equipes estão muito fortes, então os detalhes serão fundamentais, assim como os pilotos não cometerem erros e a estratégia ser correta. Não espero que ninguém domine, mas claro que não sabemos. A BMW parece forte, mas vamos ver quando a temporada começar. Do meu ponto de vista, tudo vai virar para pequenos detalhes, como sempre foi na Fórmula E", encerrou.
 
Albon, que está perto de deixar a Nissan mesmo antes de correr, fez ao menos três dos 15 testes particulares aos quais a Nissan teve direito antes da pré-temporada. A Nissan procura um substituto.