F3

Zhou vence corrida 1 da F3 Euro em Hockenheim. Schumacher chega em 12º, e título é adiado

Mick Schumacher teve a primeira chance de conquistar o título da F3 Euro, mas se envolveu em alguns incidentes e acabou chegando apenas em 12º na abertura da rodada tripla em Hockenheim. Dan Ticktum reduziu a diferença para 39 pontos, mas segue precisando quase que de um milagre para ser campeão. Guan Yu Zhou levou a melhor na corrida
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Guan Yu Zhou venceu a corrida 1 em Hockenheim (Foto: Reprodução/Twitter)
A F3 Euro poderia muito bem ter coroado seu campeão na corrida 1 da decisão deste sábado (13) em Hockenheim, mas Mick Schumacher teve um dia daqueles. Envolvido em batida com Marcus Armstrong e um enrosco com Dan Ticktum, seus dois rivais diretos ao caneco, o alemão teve o carro danificado e chegou apenas em 12º.
 
Ticktum é quem ainda pode ameaçar o filho do heptacampeão mundial, já que conseguiu levar o carro ao quinto lugar mesmo tendo sido espremido por Schumacher quando os dois disputavam posição e o alemão já estava com danos oriundos do toque em Armstrong.
 
A vitória da corrida 1 da final ficou com o chinês Guan Yu Zhou, protegido da Ferrari. Após um bom começo de ano, Zhou caiu na segunda parte da temporada e, em Hockenheim, com boas relargadas, encerrou um jejum de 27 provas sem vencer.
Guan Yu Zhou venceu a corrida 1 em Hockenheim (Foto: Prema)
Robert Shvartzman completou a corrida na segunda colocação, o suficiente para garantir o título do campeonato dos novatos. O russo vem em quarto no geral com 259 pontos, um a menos que Armstrong e dois a mais que Jüri Vips, que larga na pole na corrida 2 e chegou na terceira posição.
 
Álex Palou chegou em quarto após se defender muito bem dos ataques insistentes de Ticktum, que agora tem 39 pontos de desvantagem para Schumacher com apenas duas corridas pela frente. 
 
Ralf Aron perdeu a posição para Ticktum no finzinho e foi sexto, mesma posição que ocupa na classificação do campeonato. Sascha Fenestraz, Nikita Troitckii, Enaam Ahmed e Frederik Vesti fecharam o top-10.