F3
26/08/2018 15:22

Vips evita erros em pista molhada e vence corrida 2 da F3 Euro em Misano. Schumacher vai ao pódio

Jüri Vips precisou de regularidade e concentração para alcançar a vitória sob condições traiçoeiras em Misano. Álex Palou cruzou a linha de chegada em segundo, segurando ataques de Mick Schumacher, terceiro
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Jüri Vips venceu a corrida 2 em Misano (Foto: FIA F3)
A pista estava molhada, mas não a ponto de impedir a vitória de Jüri Vips na corrida 2 do fim de semana da F3 Europeia, disputada neste domingo (26) em Misano. O piloto estoniano tirou proveito da pole-position, liderando do começo ao fim em uma atuação marcada pelos poucos erros.
 
A constância ficou evidenciada pela pouca pressão sofrida. Vips tinha Álex Palou como segundo colocado, mas que não foi capaz de se aproximar o suficiente a ponto de brigar por posição. Nas últimas voltas, Palou virou até um trunfo para o líder: Mick Schumacher, que vinha ganhando posições, ficou empacado atrás de Álex e não conseguiu de fato brigar pela primeira colocação.
 
“Foi uma das corridas mais difícil que eu já disputei”, definiu Vips. “Quando a pista fica parcialmente molhada, ser o líder nunca é fácil porque você perde os pontos de referência. Parecia que eu corria riscos a cada volta. Tentei seguir calmo e agora estou feliz com a vitória”, seguiu.
Jüri Vips venceu a corrida 2 em Misano (Foto: FIA F3)
Dan Ticktum, líder do campeonato, precisou de uma corrida mais ofensiva. O britânico fez ultrapassagens e cruzou a linha de chegada em quinto, sendo após promovido ao quarto lugar por uma punição aplicada ao compatriota Enaam Ahmed, que excedeu os limites de pista mais vezes do que o permitido e recebeu o acréscimo de 5s ao total de prova. Ahmed caiu para sexto, atrás também de Ralf Aron.
 
A zona de pontos ainda contou com Ferdinand Habsburg, Robert Shwartzman, Sacha Fenestraz e Fabio Scherer.
 
O resultado manteve Ticktum na liderança do campeonato, agora com 210 pontos. A vice-liderança trocou de mãos: Vips, com 192, superou Marcus Armstrong, que terminou em 13º e estacionou nos 190.