F3
16/09/2017 19:26

Samaia ganha corrida 1 e Raucci responde com vitória na segunda prova da F3 Brasil em Londrina

Guilherme Samaia chegou a se aproximar do título da F3 Brasil no fim de semana de Londrina, mas Giuliano Raucci se recuperou de um problema eletrônico, ganhou a segunda corrida e manteve o duelo
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Largada da corrida 1 em Londrina (Foto: Marcus Cicarello)

Nada de definição na temporada 2017 da F3 Brasil. Neste sábado (16), na etapa de Londrina, Guilherme Samaia e Giuliano Raucci garantiram uma vitória cada em nas duas corridas do dia. Samaia tem boa vantagem, mas precisava cravar 21 pontos a mais que Raucci na somatória de pontos das duas provas. Não conseguiu. Restam ainda duas etapas, em Curitiba e Interlagos, para a decisão.
 
Samaia dominou de forma definitiva a primeira corrida e ainda contou com sorte, visto que Raucci, então segundo colocado, sofreu problemas eletrônicos e acabou abandonando. Na prova subsequente, Raucci partiu do oitavo posto e rapidamente escalou o pelotão com habilidade para se colocar em condições de tomar o campeonato. 
 
Na classe Academy, Enzo Elias e Igor Fraga venceram as duas corridas. Elias se deu bem na primeira prova por conta de um problema no carro de Fraga; o rival, porém, respondeu na segunda etapa. Igor lidera o campeonato por 30 pontos. 
Largada da corrida 2 em Londrina (Foto: Marcus Cicarello)
Confira como foram as corridas:
 
Samaia partiu em vantagem e segurou o ímpeto de Raucci, então segundo colocado. Para o azar de Giuliano, no entanto, um sensor do carro parou de funcionar e fez o motor perder muito do rendimento. Apesar de tentar ir adiante, não completou 75% da corrida e ficou sem pontos. Atrás de Samaia, Léo de Souza e Elias ficaram no pódio geral. 
 
Na Academy, Fraga largara bem e havia disparado. Só que uma das rodas quebrou, afrouxando o pneu e fazendo o carro perder o rendimento. Elias, que tinha chances diminutas de vencer, aproveitou a oportunidade e herdou a vitória.
 
Na segunda prova, com o grid invertido, Samaia foi sexto e Raucci partiu do oitavo posto. Os dois rapidamente forçaram ultrapassagens e se encontraram nas primeiras colocações, quando Raucci tomou a ponta de Samaia enquanto ambos passavam por retardatários. Guilherme tentou reagir, mas não respondeu a ultrapassagem - vitória de Raucci.
 
Depois dos problemas na corrida inicial, Fraga também largou atrás, em sétimo, e encaixou várias ultrapassagens. Não teve quem o desafiasse: nova vitória na temporada da F3. 
 
“Fui atrapalhado um pouco pelos retardatários na primeira corrida, perdi um pouco de tempo. Bom que eu tinha uma vantagem muito grande, o que não me prejudicou na disputa. Na segunda prova, precisamos estudar o que aconteceu. Ultrapassei muitos carros na largada, foi um início bom", falou Samaia. 
Largada da corrida 1 em Londrina (Foto: Marcus Cicarello)
"Quando Raucci me ultrapassou, um retardatário me atrapalhou. Podemos ter perdido desempenho no início. O principal foi o motor, que acho que tivemos algum problema. No fim, cheguei mais forte, dei tudo o que eu tinha, arrisquei”, seguiu.
 
Raucci, por outro lado, destacou a recuperação. “Largamos de último na segunda corrida, porque tivemos problemas no carro na primeira. Como temos o carro mais rápido do que os da Academy, conseguimos uma boa largada e acompanhei o Samaia. Então, começou a briga entre eu e ele. A cada volta, um virava um pouco mais rápido, outro um pouco mais lento. Consegui realizar a ultrapassagem e mantive a posição até o fim.”
 
Samaia tem 59 tentos de vantagem para Raucci, enquanto Fraga lidera a Academy com 30 pontos mais que Elias. 
KUBICA TEM WILLIAMS COMO GRANDE CHANCE PARA VOLTAR À F1 EM 2018. E PODE "SOBRAR MUITO" PARA MASSA