F3

Daruvala vence corrida 1 da F3 Europeia marcada por acidentes em Spa-Francorchamps

Jehan Daruvala largou na pole para anotar a primeira vitória na temporada da F3 Europeia, em Spa-Francorchamp na sexta-feira. O indiano soube recuperar posições durante safety-car e liderou a maior parte da prova. Dan Ticktum foi punido com 20s e perdeu os pontos conquistados na prova
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Jehan Daruvala (foto: FIA F3 Europeia)
Largando na pole-position, Jehan Daruvala chegou a perder a ponta, mas garantiu a sua primeira vitória da temporada da F3 Europeia - a segunda de sua carreira - em Spa-Francorchamps, na sexta-feira (27). Travando uma disputa com Alex Palou e perdendo a posição, o indiano conseguiu retomar a ponta, deixando o espanhol com a segunda colocação, seguido por Ralf Aron em terceiro. Na corrida marcada por incidentes, Dan Ticktum vinha para assumir a ponta do campeonato terminando a prova na quarta colocação, mas recebeu uma punição de 20s e ficou apenas em 13º.
 
Daruvala não teve uma largada muito boa e logo perdeu a dianteira para Marcus Armstrong, que começou a prova ao lado do indiano na primeira fila, e para Palou, caindo para a terceira colocação. Mas não demorou para que o protegido da Force India recuperasse as posições perdidas no grid. Na saída da Raidillon, Armstrong perdeu a vantagem que tinha para o espanhol e Daruvala avançou para a ultrapassagem.
 
O safety-car entrou em pista quando um incidente envolvendo um toque entre Nikita Troitskiy, Ticktum e Sacha Fenestraz jogou o russo na parte de fora da La Source com danos na suspensão. Troitskiy foi obrigado a abandonar a prova enquanto seu companheiro de Carlin pôde avançar apenas para o 11º lugar.
 
No reinício, Daruvala se aproximou de Palou para alcançar sua posição inicial e se manter na liderança até a bandeira quadriculada. O piloto da Hitech não conseguiu segurar a ponta e, com grande desgaste nos pneus, se afastou do piloto à frente, encerrando, assim, sua busca pelo lugar mais alto do pódio.
Jehan Daruvala anotou sua segunda vitória na carreira (foto: FIA F3 Europeia)
A luta pelo terceiro lugar estava sendo protagonizada por Armstrong e Ben Hingeley, quando ambos se tocaram na Les Comber, vitimando os pneus do italiano, que abandonou a prova, e danificando a asa dianteira de Hingeley.
 
Guan Yu Zhou também teve problemas com pneus furados, deixando que Aron, na terceira colocação, sofresse pressão de Enaam Ahmed. Na disputa, os dois pilotos também tiveram contato, resultando em um dano na suspensão dianteira direita do britânico. Ahmed teve que parar nos boxes faltando apenas duas voltas para o fim da prova e anotou a última posição no grid. Os comissários investigaram o acidente, mas nenhuma ação foi tomada.
 
Na disputa pela quarta colocação também estava Ticktum, que largou na 13ª colocação e fez uma corrida de recuperação em Spa-Francorchamps. Com um movimento em cima de Mick Schumacher, o piloto conseguiu a quarta colocação e a volta na liderança do campeonato, mas recebeu uma punição logo após a corrida, pela participação no incidente com Troitskiy e Fenestraz. O britânico anotou 20s no tempo total e caiu para a 13ª colocação.
 
Com mais de 4s de vantagem, Daruvala cruzou a linha de chegada para a sua segunda vitória na carreira, seguido de Alex Palou e Ralf Aron em terceiro. Na briga pelo quinto lugar, Schumacher conseguiu segurar seu companheiro de equipe Robert Shwartzman e ficou com  a posição. Juri Vips conquistou o sétimo lugar de Marino Sato na última volta, e o top-10 se encerrou com Artem Petrov e Fabio Scherer. Com a punição de Ticktum, Keyvan Andres foi promovido para a zona de pontuação.