F3

Campeão da Euroformula, Drugovich fecha acordo com Carlin e disputa temporada 2019 da nova FIA F3

Aos 18 anos, o brasileiro Felipe Drugovich dá mais um passo adiante na sua carreira nas pistas e vai disputar a temporada 2019 da FIA F3, novo nome da antiga GP3. O piloto vai correr pela tradicional equipe Carlin, que atua também em categorias como a F2 e até mesmo a Indy

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
Dono de 14 vitórias em 16 corridas, dez poles e o título da Euroformula em 2018, Felipe Drugovich dá mais um passo além em sua carreira no automobilismo. Nesta quinta-feira (14), o brasileiro de 18 anos foi anunciado como um dos pilotos da Carlin para a disputa da temporada 2019 da FIA F3, novo nome da antiga GP3. Assim, Drugovich vai ficar ainda mais próximo dos olhos da F1, uma vez que a nova FIA F3 vai integrar o cronograma do Mundial em oito etapas realizadas na Europa.
 
Drugovich vai ter a chance de competir pela britânica Carlin, uma das mais importantes e tradicionais equipes das categorias de base do automobilismo. O time, pelo qual correu Sergio Sette Câmara na F2 no ano passado, também tem atuação na Indy, do outro lado do Atlântico.
 
Além de Drugovich, a Carlin já anunciou o japonês Teppei Natori, piloto do programa de desenvolvimento de pilotos da Honda. A expectativa é que a terceira vaga seja completada por London Sargeant, que foi o primeiro norte-americano campeão mundial de kart, em 2015.
Campeão com autoridade da Euroformula, Felipe Drugovich vai defender a Carlin na FIA F3 (Foto: Reprodução/Twitter)
O brasileiro foi recebido com muito prestígio pelo fundador da equipe, Trevor Carlin. “Estamos muito empolgados por dar as boas-vindas a Felipe à equipe depois da fantástica performance que ele teve na Euroformula na temporada passada”.
 
“Ele certamente impressionou muita gente, inclusive a nós, com sua velocidade e consistência ao longo do ano, então não posso esperar para ver o que ele pode alcançar em um novo campeonato na FIA F3. Estamos ansiosos para começar com o pé direito no primeiro teste”, complementou.
 
Felipe comemorou a chance de dar o próximo passo na carreira e a oportunidade de defender uma das equipes mais fortes da base em meio a um grid competitivo, como o que promete ser o da nova FIA F3.
 
“Estou muito feliz por me unir à Carlin para este novo desafio tanto para equipe como para mim. A Carlin me recebeu muito bem, e é simplesmente um início incrível de uma grande jornada. A Carlin sempre foi uma das equipes que eu sempre quis trabalhar e agora vou ser parte disso, então agora é hora de fazer as coisas acontecerem juntos”, completou.
 
Os primeiros testes com os novos carros da FIA F3 estão marcados para o dia 20 de fevereiro em Magny-Cours, na França. A temporada 2019 vai começar em 11 de maio com a abertura da rodada dupla da Espanha, em Barcelona, no mesmo fim de semana da etapa espanhola da F1.