F1

Verstappen descarta chance de vitória no Brasil e minimiza briga por top-3 na F1: “Não me importa”

Max Verstappen vive ótima fase com a Red Bull, mas não crê que tenha chances reais de vencer no GP do Brasil ou na última prova em Abu Dhabi. Além disso, o holandês também minimizou as possibilidades de fechar o ano no top-3 e garantiu que só pensa sempre no título
Warm Up, de Interlagos / GABRIEL CURTY, de Interlagos / FELIPE NORONHA, de Interlagos
 Max Verstappen (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Max Verstappen é um dos grandes nomes da temporada 2018 da F1. Em ótima fase e vindo de vitória no México, o holandês só tem pontuado menos que Lewis Hamilton, mas deixa bem claro que não liga para qualquer coisa que não seja o primeiro lugar. Além disso, não está otimista para as duas corridas que restam no calendário.
 
Em coletiva acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, Max basicamente descartou as chances de vitória em Interlagos mesmo que chova, repetindo o cenário de seu marcante terceiro lugar em 2016.
 
"Temos de seguir dando nosso melhor. Essa pista e Abu Dhabi não são as melhores para nós. Em situações normais, não temos chances de vitória, talvez melhore um pouco com a pista molhada, mas acho que não vai ser nada de incrível, acho que nem assim temos chances mesmo de vencer aqui. Nosso foco agora é o próximo ano, deixar tudo pronto", disse.
Max Verstappen não está nem aí com a briga por top-3 em 2018 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Por outro lado, o jovem piloto mostrou-se bastante confiante com o que a Red Bull está preparando em seu primeiro ano com a Honda.
 
"É sempre importante melhorar o carro que temos e estamos otimistas nesse sentido. Vimos números impressionantes para o ano que vem e, desde que a gente não quebre, está ótimo", falou.
 
Verstappen comentou a boa forma, pontuando menos apenas que Hamilton nas últimas corridas. Só que acha que isso deve mudar em Interlagos e Abu Dhabi.
 
"Infelizmente não acontece assim na F1, não vale só a metade final. Já corremos 19 etapas, foi assim que ele ganhou o campeonato. As minhas primeiras semanas não foram boas, mas desde então estou na direção certa. Só que, claro, as duas pistas que faltam para encerrar o ano não são boas para nós", seguiu.
 
Ainda vivo na briga pelo terceiro lugar no Mundial de Pilotos, Max garantiu que nem pensa nisso. Para o piloto da Red Bull, só o título interessa.
 
"A única coisa que importa é ser o primeiro. Ser segundo, terceiro, quarto, quando eu olho para minha carreira, realmente não me importo nem um pouco", completou.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathália de Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.