F1

Toro Rosso tenta empréstimo de Norris para lugar de Hartley a partir do GP da Áustria. Mas McLaren rejeita

Líder e grande destaque da F2 na temporada 2018, Lando Norris é cria do programa de desenvolvimento de pilotos da McLaren, mas já começa a chamar a atenção de outras equipes. De acordo com o jornalista Phil Duncan, da agência Press Association, a Toro Rosso tentou o empréstimo do britânico de apenas 18 anos junto à McLaren, que rejeitou o pedido
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Brendon Hartley em Mônaco (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Ao que parece, o futuro de Brendon Hartley está mesmo em xeque na Toro Rosso. O bicampeão mundial de endurance foi alçado ao posto de titular da equipe de Faenza no fim da temporada passada, quando o time se viu sem outro jovem para formar dupla com Pierre Gasly. Mas se o francês, que já soma 18 pontos, vem agradando, seu par neozelandês, com apenas um tento em seis corridas, caminha pelo rumo oposto. Agora, Lando Norris teve seu nome ligado a uma eventual transferência para a Toro Rosso, mas a transação foi vetada pela McLaren.
 
De acordo com o jornalista britânico Phil Duncan, da agência Press Association, a Toro Rosso tentou o empréstimo de Norris já para o GP da Áustria, prova que acontece em 1º de julho, a nona do calendário, depois das etapas do Canadá e da França. Contudo, a McLaren recusou a solicitação da equipe B da Red Bull.

Já a BBC diz que uma fonte próxima à McLaren revelou que a equipe deve a oferecer uma vaga em tempo integral a Norris até outubro deste ano. Caso contrário, o prodígio britânico vai estar livre para assinar com outra equipe, como a Toro Rosso, nas duas últimas corridas do ano.
Cheio de moral, Lando Norris começa a ser cortejado por outras equipes do Mundial de F1 (Foto: McLaren)
Não é a primeira vez que um jovem piloto tem seu nome ligado ao lugar de Hartley na Toro Rosso. Semanas atrás, a emissora Sky Sports levantou o interesse da equipe italiana em contar com Pascal Wehrlein para substituir o neozelandês a partir do GP do Canadá, que acontece neste fim de semana. 
 
O jovem alemão, que é ligado à Mercedes e disputou as duas últimas temporadas por Manor e Sauber, viu as portas fechadas para sua permanência no grid e, com o apoio da marca da estrela de três pontas, regressou ao DTM, onde tornou-se o mais jovem campeão da história na temporada 2015.
 
Norris, por sua vez, faz em 2018 sua primeira temporada com a F2. Cria do programa de desenvolvimento da McLaren, o britânico já teve a chance de guiar o carro da equipe de Woking durante testes na F1 e vem sendo preparado para, um dia, ser o titular do time multicampeão. 
 
Atualmente, Lando, companheiro de equipe de Sergio Sette Câmara na Carlin, é o líder da temporada na categoria de acesso à F1 e soma 98 pontos, contra 71 dos vice-líderes Artem Markelov e Alexander Albon.
 
Recentemente, Norris chamou a atenção pelos comentários elogiosos a respeito de Sette Câmara. Lando lamentou pelo acidente sofrido pelo piloto mineiro durante o treino classificatório da etapa de Mônaco, há quase duas semanas, mostrou respeito e admiração ao fizer que Sette Câmara agrega muito à Carlin.
CONFLITO À VISTA?

NOVA EQUIPE DE LORENZO, HONDA É TODA MOLDADA PARA MÁRQUEZ