F1

Hamilton é pole do GP do Brasil após duelo com Vettel. Leclerc ousa e brilha no Q2

Lewis Hamilton e Sebastian Vettel duelaram pela pole-position do GP do Brasil, e o pentacampeão levou a melhor, mas pode ser punido por ter bloqueado Sergey Sirotkin em uma volta rápida. O grande nome da tarde foi Charles Leclerc, que ousou a desobedecer a Sauber e passou para o Q3
Warm Up, de São Paulo / FERNANDO SILVA, de Interlagos
 Sebastian Vettel; Lewis Hamilton e Valtteri Bottas (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Lewis Hamilton é o pole-position do GP do Brasil de F1. Com direito a uma volta magistral e novo recorde da pista de Interlagos, o britânico cravou 1min07s281, alcançando a posição de honra do grid de largada pela 82ª vez na F1 na tarde deste sábado (10). A conquista veio na esteira de um novo duelo com Sebastian Vettel, com quem o britânico vai dividir a primeira fila do grid de largada em Interlagos.

Só que Hamilton corre risco de perder a pole-position conquistada nesta tarde. Isso porque o pentacampeão do mundo bloqueou a passagem da Williams de Sergey Sirotkin na Junção e quase causou um sério acidente. Vettel, curiosamente, também pode ser punido porque não desligou o motor durante a pesagem do carro no fim do Q2 e ainda bateu em um cone, além de destruir as balanças de pesagem. Valtteri Bottas vai largar na terceira posição — mas pode até largar na pole —, com Kimi Räikkönen completando uma segunda fila toda finlandesa em São Paulo. Com a perda de cinco posições no grid, Daniel Ricciardo vai partir não em sexto, mas em 11º.

Assim, Marcus Ericsson vai partir do melhor grid da carreira, sexto lugar, seguido por Charles Leclerc. O monegasco, aliás, foi um dos grandes nomes da classificação com uma atitude ousada no fim do Q2. Garoava na segunda parte da sessão, e a Sauber o chamou para os boxes. Mas Charles optou por seguir na pista e fazer mais uma tentativa de volta rápida. A ousadia deu muito certo, e Leclerc pulou de 11º para oitavo, assegurando passagem para o Q3.

Em contrapartida, a McLaren decepcionou novamente e ficou fora do Q1 com seus dois pilotos: Stoffel Vandoorne vai largar em último, enquanto Fernando Alonso foi igualmente mal. O bicampeão vai alinhar em 17º no último GP do Brasil da sua carreira na F1.

A largada do GP do Brasil está marcada para 15h10 (horário de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.
Inspirado no Brasil, Lewis Hamilton festeja a pole em Interlagos (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Saiba como foi o treino classificatório do GP do Brasil de F1

Q1: McLaren decepciona (de novo), chuva se aproxima e Verstappen acha grande volta

Com percentual de chance de chuva em 60%, a sessão classificatória teve início com os pilotos majoritariamente usando os pneus supermacios. Mas havia nuvens bastante carregadas nas cercanias do autódromo de Interlagos. A primeira parte da sessão, com 18 minutos de duração, teve um início bem dinânico, com todos os carros na pista.

Max Verstappen encaixou volta excelente e colocou a Red Bull na frente com 1min08s205, seguido pela Ferrari de Räikkönen e a Mercedes de Lewis Hamilton. O pentacampeão foi logo superado por Sebastian Vettel, que havia registrado exatamente o mesmo tempo de Kimi: 1min08s452.
A chuva rondou Interlagos no começo do Q1 (Foto: F1/Twitter)
A chuva estava cada vez mais próxima, e pilotos como Kevin Magnussen já reportavam pingos d'água na viseira durante a passagem pela subida da Curva do Café. A Haas continuava a ser a quarta força do fim de semana e tinha Kevin Magnussen numa ótima quinta colocação, à frente de Valtteri Bottas e Daniel Ricciardo.

A McLaren teve mais uma performance bastante decepcionante e foi eliminada com seus dois pilotos: Stoffel Vandoorne ficou em último na classificação, com Fernando Alonso em 18º. Foram eliminados, também, Carlos Sainz, Brendon Hartley e Lance Stroll. Uma boa surpresa foi Sergey Sirotkin, que subiu para o Q2 em 14º lugar.


Q2: Leclerc desobedece Sauber e rouba a cena

A expectativa no radar oficial da F1 era que a chuva começasse quatro minutos após a abertura do Q2. Assim, todos os 15 carros que restaram na classificação foram para a pista logo para o registro das voltas rápidas, Charles Leclerc e Marcus Ericsson abriram a tabela de tempos. Logo a Red Bull subiu para a ponta, novamente com dobradinha, até que a Mercedes mandou seus dois carros à pista com os pneus supermacios. Valtteri Bottas anotou 1min07s727, novo recorde da pista. 

Vettel vinha muito rápido e anotou o segundo tempo, ficando a apenas 0s049 do tempo de Bottas e superando Hamilton. Em seguida, os dois maiores campeões da década quase se chocaram: Lewis vinha muito lento na Reta Oposta e Räikkönen, que vinha atrás em ritmo bem mais rápido, por muito pouco não acertou a traseira da Mercedes. Outro grave acidente quase aconteceu quando o britânico freou bruscamente na Junção e forçou Sergey Sirotkin, que estava logo atrás, a desviar e até passar pela grama para não bater. O pentacampeão passou a correr o risco de sofrer punição.
Charles Leclerc foi um dos grandes nomes do treino classificatório (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
A chuva começou a apertar no miolo do circuito. Antes, Verstappen conseguiu se colocar em quarto, com Ricciardo em sexto e a Ferrari de Räikkönen entre os dois carros taurinos. Aí a Haas aparecia novamente em sétimo, desta vez com Grosjean. Os dez primeiros eram completados por Ericsson, Gasly e Kevin Magnussen.

Leclerc, que estava em 11º, desobedeceu uma ordem da Sauber e arriscou com uma nova tentativa de passar para o Q3 com uma volta rápida no fim. "Chove muito, chove muito", disse Charles ao engenheiro da Sauber, que respondeu: "Volte para a garagem". "Não, prefiro estar lá fora, quero tentar".
Hamilton atrapalhou a volta rápida do Sirotkin (Foto: Reprodução)
A ousadia valeu muito a pena. Com uma performance excepcional, Leclerc anotou 1min08s667 e subiu de 11º para oitavo, brilhando em Interlagos. Em contrapartida, Magnussen, forte candidato ao Q3, foi eliminado, assim como Sirotkin, Nico Hülkenberg, Esteban Ocon e Sergio Pérez. Pierre Gasly avançou para o Q3, assim como Ericsson, Macnussen, Grosjean, Ricciardo, Räikkönen, Verstappen, Hamilton, Vettel e Bottas.

Ainda no Q2, Vettel cometeu uma infração ao não ter desligado o motor quando parou seu carro em meio aos cones para fazer a pesagem. O alemão chegou a se chocar com um dos cones e destruiu uma das balanças de pesagem. O incidente foi reportado pelo delegado da FIA, Jo Bauer.


Q3: Magistral, Hamilton vence duelo com Vettel e larga na pole em Interlagos

A definição da pole-position começou com as duas Sauber abrindo o Q3. O clima indicava que a chuva, ainda que próxima, não seria mais uma realidade na fase final da sessão. O primeiro tempo competitivo foi feito por Vettel, com 1min07s374, recorde de Interlagos. Só que Hamilton 'barbarizou'. O pentacampeão cravou 1min07s301, Valtteri Bottas subia para a terceira posição, seguido de perto, muito de perto (0s015) por Räikkönen, enquanto Verstappen fechava o top-5.

Os pilotos ainda tinham uma tentativa para lutar de vez para a definição do grid de largada. E foi aí que Hamilton viu sua estrela brilhar novamente na temporada que o consagrou como pentacampeão. Com volta magistral, Lewis registrou 1min07s281, novo recorde de Interlagos, e confirmou a pole-position do GP do Brasil, a 82ª da carreira. Mas a possibilidade de punição pode fazer com que a festa mude de lado: da Mercedes para a Ferrari.

F1 2018, GP do Brasil, Interlagos, grid de largada:

1 L HAMILTON Mercedes   1:07.281   17
2 S VETTEL Ferrari   1:07.374 +0.093 17
3 V BOTTAS Mercedes   1:07.441 +0.160 17
4 K RÄIKKÖNEN Ferrari   1:07.456 +0.175 17
5 M VERSTAPPEN Red Bull Tag Heuer   1:07.778 +0.497 16
6 M ERICSSON Sauber Ferrari   1:08.296 +0.499 19
7 C LECLERC Sauber Ferrari   1:08.492 +1.015 23
8 R GROSJEAN Haas Ferrari   1:08.517 +1.211 17
9 P GASLY Toro Rosso Honda   1:09.029 +1.236 24
10 K MAGNUSSEN Haas Ferrari   1:08.659 +1.748 12
11 D RICCIARDO Red Bull Tag Heuer P +5 1:07.780 +1.378 16
12 S PÉREZ Force India Mercedes   1:08.741 +1.460 15
13 N HÜLKENBERG Renault   1:08.834 +1.553 15
14 S SIROTKIN Williams Mercedes   1:10.381 +3.100 11
15 C SAINZ JR Renault   1:09.269 +1.988 9
16 B HARTLEY Toro Rosso Honda   1:09.280 +1.999 10
17 F ALONSO McLaren Renault   1:09.402 +2.121 9
18 E OCON Force India Mercedes P +5 1:08.770 +1.489 18
19 L STROLL Williams Mercedes   1:09.441 +2.160 9
20 S VANDOORNE McLaren Renault   1:09.661 +2.380 9
    Tempo 107%   1:11.991 +4.710  
             
REC L HAMILTON Mercedes   1:07.281 10/11/2018  
MV M VERSTAPPEN Red Bull Tag Heuer   1:11.044 12/11/2017