F1

FIA conclui investigação e afirma que halo salvou Leclerc em acidente com Alonso no GP da Bélgica

A investigação oficial da FIA sobre o acidente no GP da Bélgica em que o carro de Fernando Alonso passa por cima de Charles Leclerc foi concluída e, segundo a entidade, o halo de fato salvou o monegasco, que poderia ter tido a viseira quebrada pelo impacto
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Fernando Alonso protagonizou acidente na largada do GP da Bélgica (Foto: AFP)
Logo no início do GP da Bélgica deste ano, Fernando Alonso foi abalroado por Nico Hülkenberg e acabou passando por cima do carro de Charles Leclerc. O forte acidente fez com que a McLaren atingisse o halo do carro da Sauber, e o espanhol afirmou à época que "todos deveriam ficar contentes" com o funcionamento do dispositivo que estrou na F1 na última temporada.

Agora, a FIA deu razão à Alonso: segundo o 'Motorsport', a entidade concluiu sua investigação oficial e afirmou que o halo, de fato, salvou pelo menos que a viseira de Leclerc fosse quebrada pelo impacto da asa frontal do carro laranja.

A FIA analisou por três meses imagens do acidente para que se provasse que o halo teve papel fundamental em evitar lesões mais graves ao monegasco. Os responsáveis pela investigação afirmaram que o halo cumpriu seu papel de não só se manter inteiro apesar da batida, como de seguir de fácil remoção por parte da Sauber e ainda afastar o carro que o atingiu.

Leclerc, imagens revelaram, acabou atingido apenas por pequenas peças que voaram do cockpit de Alonso

Segundo Adam Baker, diretor de segurança da FIA, Leclerc não seria atingido na cabeça pela roda de Alonso caso não existisse o halo, mas a asa poderia ter batido em sua viseira.

"Temos certeza disso partindo da análise das imagens. Se o carro de Alonso segue seu curso antes de atingir o halo, a asa poderia ter quebrado o visor de Leclerc. É difícil prever a severidade do contato, porém."

De qualquer forma, a análise concluiu que a força e velocidade do carro de Alonso, em caso de batida da roda em Leclerc, poderia ter causado lesões graves ao pescoço do piloto da Sauber.