F1

“Estava de cabeça quente”: Ricciardo ameniza fala sobre ausência dos GPs do Brasil e de Abu Dhabi

Daniel Ricciardo vai fechar a temporada 2018 como piloto da Red Bull e vai cumprir as duas corridas que faltam. Apesar da frustração por ter enfrentado mais uma quebra no campeonato, o australiano se prepara para terminar um ciclo antes de se transferir para a Renault
Warm Up, de São Paulo / FERNANDO SILVA, de Interlagos / GABRIEL CURTY, de Interlagos
 Daniel Ricciardo (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Como de praxe, Daniel Ricciardo chegou a Interlagos esbanjando o habitual sorriso. Mas o australiano não teve tantos motivos para sorrir recentemente. As seguidas quebras e abandonos — quatro nas últimas sete corridas — acabaram com sua paciência. E a falha no motor que resultou na sua saída do GP do México quando vinha na segunda colocação foi a gota d’água. Ricciardo escancarou sua frustração e falou aos repórteres que não queria mais correr, revelando sua intenção de ficar fora das duas últimas provas do campeonato.
 
Passadas quase duas semanas do ocorrido, Ricciardo foi naturalmente questionado sobre o assunto pelos jornalistas nesta gelada quinta-feira (8) em São Paulo. Dias depois do desabafo no Autódromo Hermanos Rodríguez, Daniel gravou um vídeo confirmando sua presença nas corridas finais do campeonato
Daniel Ricciardo admitiu que falou de cabeça quente sobre ficar fora das etapas finais da F1 2018 (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Em Interlagos, o piloto da Red Bull contou que explodiu e não conteve o sentimento de raiva com mais um abandono. Mas, com a cabeça mais fria, Ricciardo entendeu que foi apenas um momento em que se deixou levar pelas emoções à flor da pele.
 
“Mesmo quando disse isso, sabia que eu estava dizendo de cabeça quente. Não li nenhum tipo de mídia naquela semana, mas eu acredito que algumas pessoas pensaram que eu não viria”, comentou Daniel.
 
Ricciardo preferiu ficar alheio ao noticiário e sobre tudo o que foi publicado a seu respeito. Tudo como forma de esquecer de vez de mais uma frustração antes de partir para a reta final da temporada para se despedir da Red Bull.
 
“Não fiz nada depois da corrida. Então deixei todo mundo saber que estava tudo bem. Sabia que a equipe apreciaria isso também. Mas eu queria dar um pouquinho de tempo. Quando postei o vídeo nas mídias sociais, foi como ‘vou confirmar e dizer ‘oi’ do topo de uma bela montanha’”, finalizou o australiano.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathália de Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.