F1
13/09/2018 10:11

Com vaga ameaçada na Toro Rosso, Hartley admite que “não pontuou o suficiente” em 2018

Brendon Hartley reconheceu que não esteve vezes o bastante na zona de pontuação da F1. Com lugar na Toro Rosso ameaçado, o neozelandês falou em criar sua própria sorte
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Dia de coletiva em Singapura (Foto: Haas)
Com a vaga na Toro Rosso ameaçada, Brendon Hartley fez uma mea-culpa e reconheceu que não pontuou o bastante. Às vésperas da 15ª etapa da temporada 2018, o #28 soma apenas dois pontos e ocupa o penúltimo posto na classificação do Mundial.
 
Em contraste com as boas performances de Pierre Gasly, que soma 28 pontos, Hartley viu surgir rumores de uma dispensa ainda em Mônaco, mas conserguiu se manter. Ainda assim, o piloto sabe que não fez o suficiente.
Brendon Hartley admitiu que não pontuou o bastante em 2018 (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“Fui melhorando ao longo de todo o ano, mas está claro que não terminei na zona de pontuação o suficiente”, admitiu Hartley. “Às vezes, estava fora do meu controle, às vezes eu podia controlar. [No momento], estou encarando uma corrida de cada vez”, seguiu.
 
Brendon disso, ainda, que Singapura é uma boa oportunidade para a Toro Rosso, que conseguiu um quarto lugar com Carlos Sainz na temporada 2017.
 
“É uma grande oportunidade para nós na Toro Rosso”, comentou. “Conseguimos a quarta colocação no ano passado, então será uma grande oportunidade”, insistiu.
 
“Todos podem ver que fui forte em certos cenários. Apenas preciso de mais resultados nos pontos e começar a criar minha própria sorte”, concluiu.