F1
11/07/2018 17:53

Brawn fala que vitória de Vettel em Silverstone foi “resultado significante” na briga pelo título

Ross Brawn comentou como a vitória de Sebastian Vettel em Silverstone foi importante. O diretor técnico disse que apesar de não ser o ponto de virada da temporada, foi um resultado com grande implicação técnica e psicológica
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Sebastian Vettel (Foto: Pirelli)

Ross Brawn viu uma considerável importância na vitória de Sebastian Vettel em Silverstone. Para o diretor da F1, o triunfo do alemão foi significante na briga pelo título, mesmo que não tenha sido um ponto de virada da temporada.
 
Tudo se desenhava para que Lewis Hamilton subisse no degrau mais alto do pódio. Além de correr em casa, largou da pole-position, mas tudo mudou na saída. Além de ver o #5 pular para a ponta, ainda foi acertado por Kimi Räikkönen e caiu para o fundo do pelotão.
 
Em corrida de recuperação, ainda conseguiu terminar a prova na segunda posição. Seu adversário não só abocanhou o quarto triunfo do ano como também aumentou em oito pontos a vantagem na liderança da tabela.
 
Brawn então apontou como a vitória foi importante para a campanha do titular da Ferrari, apesar de não encarar como o ponto crucial do campeonato. “Essa foi a vitória 51 de Vettel, o colocando ao lado de Alain Prost na lista de pilotos com mais sucessos na F1”, ressaltou.
Ross Brawn afirmou que vitória de Vettel na Inglaterra foi importante (Foto: Twitter)

“Não pode ser vista como um ponto de virada no campeonato, tendo em vista que a liderança de oito pontos é bem pequena quando se tem metade da temporada pela frente, mas definitivamente foi um resultado significante, tanto tecnicamente quanto psicologicamente, especialmente que agora seguem para a corrida caseira de Vettel”, explicou.
 
“O ritmo de Hamilton durante a corrida foi muito bom e quem sabe o que poderia acontecer se Vettel e Bottas não tivessem o ultrapassado na largada. O que é certo é que uma corrida que deveria ser ele retomando a liderança da classificação se tornou em um exercício de limitação de danos”, continuou.
 
Por fim, o dirigente afirmou acreditar que a Ferrari se aproximou da Mercedes e que a briga pelo Mundial de Construtores será bastante apertada. “A Ferrari mostrou que se igualou a Mercedes em termos de desenvolvimento e na habilidade de extrair o máximo de seu pacote técnico. Isso contribui para uma segunda parte da temporada ainda mais animada”, encerrou.
 
Hoje, a Ferrari aparece na liderança da classificação somando 287 pontos, 20 de vantagem para a Mercedes, a segunda colocada.