F1

Bottas manda críticos “se foderem” após vencer na Austrália e diz que há quem precise “se olhar no espelho”

Não foi o momento mais educado da vida de Valtteri Bottas, mas mostrou que vontade não falta para ele em 2019. Após vencer o GP da Austrália no último domingo (17), o finlandês usou o rádio da equipe para desabafar contra quem o critica

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo
O último domingo (17) marcou "a melhor corrida da vida" de Valtteri Bottas - que, de fato, foi dominante como nunca antes visto no GP da Austrália, abrindo a temporada com triunfo e ainda o ponto extra da volta mais rápida.

E o fato de que estava há mais de um ano sem vencer (o último triunfo havia sido na última corrida de 2017, em Abu Dhabi) estava claramente engasgado no finlandês. Tanto que, no rádio da equipe, durante a comemoração, mandou "a quem interessa, vá se foder". Assista:


Pode não ter sido o momento mais educado de Bottas, mas ao menos mostrou que o piloto se importa em mostrar que merece estar na melhor equipe do grid em 2019, ano em que muitos pensaram que ele só apareceria na F1 em um time menor, com Esteban Ocon, provavelmente, em seu lugar. 

Depois, Valtteri explicou a razão da sua atitude e a quem xingou: "Não posso dizer que as críticas foram injustas, porque cada um pode dizer o que quiser. Foi para quem interessar, talvez eles devessem se olhar no espelho às vezes e pensar por que eles fazem isso (criticar o piloto). Para mim está tudo bem, agora."
Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)
Segundo Bottas, foi um desabafo que veio "do nada": "Só queria dizer algo. Foi isso. Honestamente, não pensei ou planejei, só surgiu".

"Obviamente há muitas pessoas que me apoiam, e honestamente eu gosto muito. Sempre há altos e baixos, e é aí que você vê quem te apoia de verdade. E nas horas difíceis você vê a outra parte, que é muito mais negativa. E isso é fraqueza delas, então tudo bem", completou um irritado, mas vingado — e líder do Mundial —, Bottas.