Endurance

Nasr relata problema no motor no último stint e vibra com estratégia que “parecia impossível”

Felipe Nasr conquistou o título do SportsCar logo em seu primeiro ano de categoria. E a taça veio de forma dramática, com falha no motor e tudo
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Felipe Nasr e Eric Curran levaram o caneco do SportsCar (Foto: Reprodução/Twitter)
Felipe Nasr teve um grande primeiro ano no SportsCar. O brasileiro foi campeão ao lado de Eric Curran neste sábado (14) e, de quebra, de forma dramática, com problema no motor e uma estratégia ousada que encaixou no limite. A dupla, que foi acompanhada por Gabby Chaves nas 10 Horas de Petit Le Mans, chegou em oitavo, mas foi o suficiente para ficar com o título.
 
O brasiliense comentou o problema que teve de falha no motor já no stint final e de como a estratégia foi difícil de encaixar com o combustível sendo poupado no limite.
Felipe Nasr e Eric Curran levantaram o caneco do SportsCar (Foto: IMSA)
"Não tenho palavras. Foi um último stint bem cansativo, sinceramente, mais de três horas no carro. Por algum motivo, perdemos potência durante o stint e a nossa única chance era poupar combustível. Ainda não consigo acreditar, parecia impossível, mas conseguimos", disse.
 
Nasr elogiou todos os companheiros e a equipe e vibrou com a conquista obtida logo em seu primeiro ano correndo em outro lugar pós-F1.
 
"Quero agradecer o Eric, o Gabby e o Mike Conway, mesmo que ele não esteja conosco no final de semana, foi muito importante para a equipe. Agradeço muito também ao time todo da Action Express por tudo que fizeram. Meu primeiro ano na categoria e não poderia pedir por algo melhor. Foi um grande ano, ainda não caiu a ficha", completou.