Endurance
20/09/2018 10:21

Kevin Magnussen revela plano de disputar 24 Horas de Le Mans e Daytona com pai Jan: “Quero muito”

Kevin e Jan Magnussen, pai e filho, trabalham nos bastidores para disputar juntos corridas de longa duração. Jan trabalha para conseguir um acordo com a Corvette, enquanto Kevin acha difícil que a parceria aconteça já em 2019
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Jan Magnussen (Foto: Reprodução/Twitter)
O endurance pode ser o plano de fundo para uma reunião da família Magnussen. Kevin Magnussen, piloto da Haas na F1, quer disputar as 24 Horas de Le Mans e de Daytona ao lado do pai, Jan Magnussen, focado em corridas de longa duração desde o fim da década de 1990.
 
A revelação do plano vem junto de um aviso: Kevin, apesar de “querer muito” formar dupla com Jan, trata a parceria como um plano de longo prazo e que dificilmente vai se concretizar já em 2019.
 
“Eu quero muito correr em Daytona com meu pai”, disse Kevin, entrevistado pelo jornal dinamarquês ‘BT’. “Estamos trabalhando em cima disso, mas não muito seriamente e acho que não vai acontecer em 2019. Não sou piloto de GT, mas quero correr com meu pai e Daytona é uma corrida [a de 24 Horas] lendária. Seria também um bom aquecimento para Le Mans. Mas é como disse, não estamos pensando nisso seriamente para 2019. Tanto eu quanto meu pai temos alguns anos para conseguir isso”, ponderou.
Kevin e Jan Magnussen querem se unir no endurance (Foto: Reprodução/Twitter)
A união, caso aconteça, vai ser através da equipe de fábrica da Corvette, que Jan defende desde 2004 nas 24 Horas de Le Mans. O problema seria o conflito de calendários e de interesses das partes envolvidas.
 
“A Corvette poderia facilmente permitir uma equipe de Magnussen pai e filho em Le Mans, eles inclusive acham uma ótima ideia, mas a Corvette precisa de um programa de quatro corridas”, disse Jan. “São quatro de longa duração no planejamento de 2019: Daytona, Le Mans, Sebring e Petit Le Mans. São corridas em que o Kevin poderia ser o terceiro piloto, ao lado do meu companheiro normal, o Antonio García. O problema é que o Kevin só conseguiria correr as duas corridas de 24 horas. Ele vai estar na F1 nos fins de semana de Sebring e Petit Le Mans. Eles querem os mesmos pilotos nas quatro corridas, mas quero que eles mudem de ideia para que eu tenha o Kevin por perto”, encerrou.