Endurance
08/05/2018 10:00

GP às 10: História do esporte mostra que campeonato de ‘dois carros’ nunca foi novidade. E também há beleza no domínio

No GP às 10 desta manhã de terça-feira (8), Flavio Gomes volta a abordar o Mundial de Endurance e, mais especificamente, o previsível domínio da Toyota na LMP1 na Super Temporada 2018/19. Tal cenário nem de longe é novidade, como explica o jornalista e a própria história do esporte a motor, no WEC ou mesmo na F1
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Trio do Toyota #8 venceu as 6h de Spa-Francorchamps (Foto: FIA WEC)

Domínios são algo relativamente frequente em várias categorias do esporte a motor. A história traz, por exemplo, fases vitoriosas e de supremacia como da McLaren entre 1988 e 1989, Williams entre 1992 e 1993, a Ferrari no começo dos anos 2000 e, nos últimos anos, a Mercedes na F1. Mesmo no Mundial de Endurance marcas vivenciaram períodos de equipes sem adversários, como a Peugeot, Audi, Porsche e a própria Toyota. É com base em toda a história que Flavio Gomes comenta, no seu GP às 10 desta terça-feira (8), que a Toyota tem seus méritos mesmo em meio a uma Super Temporada previsível no WEC em 2018/19.
 
O jornalista opina que a Toyota tem seus méritos mesmo correndo num campeonato como o do WEC nesta Super Temporada, de apenas dois carros competindo pra valer por vitórias na classe principal, a LMP1. Gomes lembra que mesmo no WEC tal cenário já foi visto antes, mas que a categoria dos protótipos passa a chamar ainda mais a atenção por conta da presença de Fernando Alonso, protagonista por ser a grande contratação da Toyota para ganhar no WEC e, principalmente, nas 24 Horas de Le Mans.


O GP às 10 é a série que traz um comentário em vídeo dos jornalistas do GRANDE PRÊMIO e convidados especiais, sempre às 10h, do dia e da noite.

Veja aqui todas as edições do 'GP às 10'.