Endurance
05/08/2018 10:20

Ex-F1 e Indy, Christian Fittipaldi anuncia aposentadoria após 24 Horas de Daytona de 2019

Um dos grandes nomes recentes do automobilismo brasileiro, Christian Fittipaldi anunciou que vai parar. Hoje com 47 anos, o ex-F1, Indy, Nascar, Stock Car e outras categorias vai deixar as pistas após as 24 Horas de Daytona
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Vitória do Cadillac #5, de Christian Fittipaldi, João Barbosa e Filipe Albuquerque em Daytona (Foto: José Mário Dias)
Christian Fittipaldi já tem data para se aposentar. Um dos principais nomes do automobilismo brasileiro nos últimos tempos, o paulista vai deixar as pistas no final de janeiro, após disputar mais uma vez as 24 Horas de Daytona.
 
Christian, que vai buscar a quarta vitória numa das principais corridas do automobilismo mundial, tem a interessante marca de ser o único brasileiro, até hoje, a ter corrido na F1, na Indy e na Nascar.
 
“Tudo na vida tem um começo, um meio e um fim. E eu ainda estou no começo deste estágio final da minha carreira e competindo neste nível. Tudo que posso dizer é que tem sido uma jornada maravilhosa. Obrigado mãe (Susy) e pai (Wilson Fittipaldi) e toda a minha família. Sem eles, eu não teria as oportunidades que consegui em toda a minha carreira. Minha esposa e minha filha que sempre me deram muita motivação, especialmente nos últimos estágios da minha carreira”, disse o brasileiro.
Christian Fittipaldi deixa as pistas no início do ano que vem (Foto: José Mário Dias)
Campeão da F3000 em 1991 - então a grande categoria de base da F1 -, Christian chegou no ano seguinte ao topo do automobilismo mundial, mas pela Minardi. Em dois anos com a equipe ainda somou seis pontos, com direito a um quarto lugar na África do Sul na abertura do campeonato de 1993.
 
A última temporada de Fittipaldi na F1 foi em 1994, com a Footwork, buscando mais seis pontos para a conta com a quarta posição conquistada no GP do Pacífico e no GP da Alemanha.
 
Os anos seguintes à F1 foram na Indy - então CART - e com bastante sucesso. Foram oito temporadas consecutivas com duas vitórias e 20 idas ao pódio. Os melhores anos foram 1996 e 2002, ambos com a Newman/Haas, quando fechou o campeonato em quinto.
 
Em 2003 veio a experiência na Nascar, na classe principal, disputando algumas provas com a equipe Petty. Após passar pela Stock Car, veio o SportsCar e, junto dele, os grandes resultados da carreira de Christian, com dois títulos e mais três vitórias em Daytona e uma em Sebring. 
 
"Não tenho como expressar toda a minha gratidão a todos os patrocinadores que se associaram a mim ao longo da minha carreira, a todas as equipes que corri, especialmente à Action Express Racing. Não tenho palavras para descrever esta equipe. É um time excelente e acredito que capitalizamos em todas as oportunidades que tivemos, ao máximo. E também os meus companheiros João (Barbosa) e Filipe (Albuquerque), que são mais do que companheiros de equipe pra mim. Vocês fizeram minha vida ser menos difícil. Vocês mandam muito bem e eu espero que continuem vencendo", completou.
 
Ainda nesta temporada, Fittipaldi voltará às pistas para a disputa em Petit Le Mans, onde vai atrás de mais um título na classe endurance do SportsCar.