Endurance

Em “um dos acidentes mais sérios da carreira”, Senna diz que “saiu no lucro” ao só fraturar tornozelo

Bruno Senna teve um acidente feio no primeiro treino livre das 6 Horas de Silverstone e está fora da corrida. No entanto, o brasileiro se considerou sortudo por “apenas ter uma fratura”
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Bruno Senna bateu forte (Foto: Divulgação)
Bruno Senna teve uma batida forte no início do primeiro treino livre das 6 Horas de Silverstone desta sexta-feira (17). O brasileiro perdeu o controle do Rebellion na curva Copse e acabou fraturando o tornozelo direito, ficando de fora do restante da etapa. 
 
Bruno revelou que ficou com medo de ter uma lesão mais séria no fêmur pelo impacto da batida, mas que saiu apenas com dores nos quadris além da fratura no tornozelo.
 
“Acho que ainda saí no lucro. A pancada foi muito forte e fiquei com medo de ter quebrado o fêmur, porque me virei todo dentro do carro. Mas o monocoque resistiu bem e ainda será recuperado para os treinos e a classificação de amanhã.  Não sofri praticamente mais nada, a não ser um pouco de dor nos quadris”, disse Senna.
O acidente de Bruno Senna na curva Corpse, em Silverstone (Foto: Reprodução/Twitter)
O paulista viu os dois lados do acidente analisando friamente. Por um lado, entende que foi um dos mais feios da carreira e que poderia ter se machucado mais. Por outro, consegue se imaginar também saindo ileso caso tivesse mais proteção nas pernas.
 
“Peguei uma zebra na Copse, as rodas saíram do chão e não deu para fazer mais nada. Já sofri alguns acidentes na minha carreira e este pode ser tranquilamente incluído na lista dos mais sérios. Dei sorte porque foi apenas uma fratura leve. Poderia ter sido muito pior, mas também poderia sair completamente ileso se a perna ficasse um pouco mais protegida", resumiu.
 
Por causa da batida, Bruno deve perder alguns compromissos com a McLaren, onde atua como embaixador, mas tem a meta clara de voltar a tempo das 6 Horas de Fuji, próxima corrida do WEC em 13 de outubro.
 
“Quero começar logo para voltar o mais rápido possível. Até as 6 Horas de Fuji estarei totalmente recuperado”, completou.