Endurance

Button relata experiência “de outro mundo” ao estrear em Le Mans e descreve: “Foi muito desconcertante”

Assim como Fernando Alonso, Le Mans também viu outro campeão mundial de F1 fazer sua estreia no circuito de La Sarthe neste domingo de Journée Test: Jenson Button completou 20 voltas no seu debute no icônico traçado com o LMP1 BR1-AER da SMP Racing que vai guiar ao lado de Vitaly Petrov e Mikhail Aleshin. Ao fim, o britânico exaltou a experiência única vivida na carreira e avisou: “É preciso respeitar Le Mans”
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Jenson Button exaltou a experiência "de outro mundo" ao debutar em Le Mans (Foto: SMP)

A maior parte das atenções da Journée Test, a tradicional sessão de testes coletivos que antecede a disputa das 24 Horas de Le Mans, no último domingo (3) esteve naturalmente voltada para Fernando Alonso, protagonista do dia e líder da tabela de tempos com a Toyota. Mas outro campeão mundial de F1 também teve a chance de debutar em La Sarthe. Jenson Button, que vai correr pela equipe russa SMP Racing, guiou pela primeira vez o LMP1 BR1-AER que vai compartilhar com Vitaly Petrov e Mikhail Aleshin no icônico traçado e descreveu uma experiência singular em sua trajetória vencedora no automobilismo.
 
Ao todo, Button completou 20 voltas no traçado de 13 km, mas revelou que gostaria de ter andado muito mais. O LMP1 da equipe russa apresentou problemas no sensores e ficou por algumas horas na garagem no período da manhã, o que acabou por abreviar o tempo de pista da tripulação na Journée Test. 
 
O conjunto do protótipo #11 terminou a sessão com o quinto melhor tempo, 3min21s603, ficando a 2s537 da marca de Alonso, que guia o LMP1 híbrido da Toyota. A melhor volta de Jenson foi a 19ª do dia: 3min24s002. O britânico se mostrou encantado pela chance de guiar num circuito tão ímpar como Le Mans.
Jenson Button guiou pela primeira vez o LMP1 da SMP Racing em Le Mans (Foto: Twitter)
“Estou razoavelmente feliz, mas pela manhã encontrei outro mundo: guiar aqui em um carro que realmente não conheço. Pareceu muito desconcertante. Mas fizemos algumas boas mudanças durante o almoço, e fiquei muito mais feliz com o carro à tarde”, contou o piloto, que ressaltou o ganho de confiança ao passo em que foi completando cada volta.
 
“Tive muito mais confiança. Alta velocidade, confiança e também a frenagem foi muito melhor. Muitas das curvas aqui são apertadas e aparecem rapidamente, o que é muito diferente de tudo o que estou acostumado”, salientou o piloto.
 
“Definitivamente pelo que aprendemos à tarde, fiquei muito mais feliz. Mas você sempre quer mais stints e pneus novos. Não tivemos tempo o bastante, buscamos a informação que temos e espero que tenhamos boas voltas nos treinos de sexta-feira”, complementou Button.
 
A jornada da SMP na Journée Test não foi a mais fácil por conta dos problemas que limitaram a quilometragem pela manhã. No fim das contas, valeu tudo mesmo pela primeira vez em Le Mans com um LMP1.
 
“Perdemos muito tempo devido a um problema com os sensores nesta manhã, então perdemos algumas horas na garagem, foi uma pena. Depois tivemos outro pequeno problema depois do almoço, então nosso tempo de pista foi bem limitado. Só rodei com um jogo de pneus, mas não foi um jogo novo”, disse Jenson, que aproveitou para ressaltar os desafios que compreende um circuito único como Le Mans.
 
“Acho que completei 20 voltas, mas aprendi muito. Este lugar é sobre obter confiança e ganhar tempo. Você pode sair e ser o mais rápido possível, mas há uma grande possibilidade de você escapar. É preciso respeitar este circuito. É difícil, mas agora me sinto muito mais confiante, no fim das contas. Mas preferia ter completado outras 50 voltas”, concluiu.
PADDOCK GP ESPECIAL BAR DO ZÉ #1

AFINAL DE CONTAS, MÔNACO MERECE OU NÃO CONTINUAR NA F1?