Endurance
03/06/2018 08:30

Alonso põe Toyota na frente e marca melhor tempo da primeira sessão de testes coletivos na estreia em Le Mans

O Journée Test, tradicional sessão de testes coletivos que abre o cronograma de atividades de pista visando a mais importante prova de endurance do planeta começou na manhã deste domingo com 44 carros na pista e Fernando Alonso, na sua estreia em Sarthe, como o mais rápido. O bicampeão mundial de F1 cravou 3min21s468 no seu turno na pista com o Toyota TS050 Hybrid. A surpresa foi o protótipo #3 da Rebelllion, que ficou em segundo, apenas 0s3 atrás
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 A foto oficial dos protótipos que vão acelerar nas 24 Horas de Le Mans em 2018 (Foto: WEC)

Valeu a pena demais assistir 16 horas de vídeos de corridas em Le Mans. Finalmente Fernando Alonso fez sua estreia no icônico traçado de La Sarthe nesta manhã de domingo (3), durante a primeira das duas sessões de testes coletivos visando as 24 Horas de Le Mans, dentro de duas semanas, e debutou com o tempo mais rápido. Dentre os 44 carros que foram à pista entre as categorias LMP1, LMP2, LMGTE-PRO e LMGTE-AM, o bicampeão mundial de F1 colocou a Toyota na ponta da tabela de tempos ao registrar 3min21s468 na sua melhor passagem. 
 
Chama a atenção, também, a diferença de apenas 0s3 para o segundo colocado, o protótipo #3 da Rebellion, que teve seu melhor tempo registrado por Thomas Laurant. A equipe suíça se colocou logo à frente do Toyota #7, enquanto Bruno Senna, com o Rebellion #1, foi o quarto. Foram dez os LMP1 na pista nesta manhã. O protótipo #11 da SMP Racing, que conta com Jenson Button na sua tripulação, fechou em sexto no geral.
 
A sessão desta manhã teve uma bandeira vermelha um pouco mais longa por conta de um acidente sofrido por Marco Sørensen, que vai correr pela equipe oficial da Aston Martin com o #95 na LMGTE-PRO após um incidente com o LMP2 da SMP guiado por Harrison Newey. O dinamarquês de 27 anos foi examinado no centro médico de Le Mans e logo foi liberado.
Fernando Alonso foi absoluto na tabela de tempos da primeira sessão de testes em Le Mans (Foto: Fernando Alonso/Twitter)
Na LMP2, o melhor tempo foi do protótipo #26 da G-Drive, que tem na sua tripulação os pilotos Andrea Pizzitola, Roman Rusinov e Jean-Éric Vergne, atual líder da temporada 2017/18 da FE e calçado por pneus Dunlop. Mas quem anotou o melhor tempo da classe,  3min30s176 em sua melhor passagem, foi o reserva Alexandre Imperatori, deixando para trás o #48 da Idec Sport, segundo colocado, enquanto a DragonSpeed fechou o top-3 da sessão para a classe. Ao todo, 20 LMP2 estiveram na pista nesta manhã.
 
Pela classe LMGTE-PRO, a Ganassi dominou a sessão e colocou seus quatro Ford GT nas quatro primeiras colocações. O #67, que foi capitaneado por Andy Priaulx — autor da volta mais rápida da manhã na categoria — e Harry Tincknell, companheiro de carro de Tony Kanaan — que disputa neste fim de semana a rodada dupla de Detroit da Indy — comandou a tabela de tempos da classe com 3min53s008, 0s909 à frente para o Ford GT #66.
Fernando Alonso estreou em Le Mans na liderança do primeiro teste coletivo (Foto: Toyota)
Ao todo, foram 17 carros da LMGTE-PRO na pista nesta sessão. Daniel Serra, que faz seu primeiro teste oficial com a Ferrari #51 da equipe AF Corse, fechou a sessão com o décimo melhor tempo com 3min56s156, duas posições à frente do seu novo companheiro de equipe, o compatriota Pipo Derani.
 
E por fim, a LMGTE-AM teve 13 carros na sessão que abriu o Journée Test em Le Mans. A melhor marca ficou com a Ferrari 488 GTE da Clearwater Racing, tripulada pelo malaio Weng Sun Mok, o japonês Keita Sawa e o irlandês Matthew Griffin.
 
A segunda sessão deste domingo acontece entre 9 e 13h (horários de Brasília).
PADDOCK GP ESPECIAL BAR DO ZÉ #1

AFINAL DE CONTAS, MÔNACO MERECE OU NÃO CONTINUAR NA F1?