Endurance

Alonso analisa classificação para Le Mans como “menos importante da vida” e espera emoção apenas nas últimas horas

Fernando Alonso não esconde a felicidade em estar em Le Mans para as 24 Horas, mas sabe que pode demorar para que alguma emoção na pista ocorra. No treino de classificação, por exemplo, ele tem certeza de que não vai ser
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Fernando Alonso mostra a felicidade por estar em Le Mans (Foto: Fernando Alonso/Twitter)

Fernando Alonso está no Mundial de Endurance na 'super-temporada' 2018-2019 com um objetivo claro: vencer as 24 Horas de Le Mans e seguir sua busca pela 'Tríplice Coroa' (já possui vitória no GP de Mônaco e, além da corrida francesa, falta a Indy 500). Mas isso não quer dizer que ele pense que durante todo o final de semana ele sentirá fortes emoções.

Nesta quinta-feira (14), por exemplo, ele falou com a imprensa e revelou o que pensa da classificação para Le Mans: "Será a menos importanrtre de nossas vidas."

"É uma corrida de 24 horas", disse o piloto da Toyota. "Não há muita emoção, porque a classificação não é determinante. O mesmo acontece com a corrida: nenhum momento é crucial. Acredito que a emoção venha só nas últimas horas, mas isso faz com que, até ali, você tenha um foco mais relaxado do que em outras corridas", seguiu.

O espanhol ainda foi crítico com as 24 Horas: "Na corrida há menos emoção do que em outros provas."
Toyota #8, de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Fernando Alonso, em Le Mans (Foto: Toyota)
Ele ainda comentou como vê a classificação como apenas mais um treino para a longa corrida: "Temos pneus limitados e temos que fazer muitos stints com um só jogo. Temos que mostrar essa resitência e fazer estes testes ma classificação", explicou.

"Quer dizer, chamamos de classificação, mas é na verdade a hora de vermos se os pneus aguentam as voltas necessárias. Não nos focamos nos tempos. Na corrida também teremos que controlar os carros de segurança e as zonas de lentidão. Acho que nosso plano será muito flexível. Estarei preparado quando me chamarem", finalizou Alonso.
CHOQUE DE REALIDADE

F1 TEM CAMPEONATO BOM DE CORRIDAS MONÓTONAS EM 2018